Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Empresas somem por falta de KPIs, diz especialista no B2B Summit

Sexta-feira, 20 de setembro de 2019   Tempo de leitura: 5 minutos

Conseguir sucesso nos negócios é o desejo de todos os empreendedores e empresários. Mas como saber se a gestão está sendo bem feita? Paulo Teles., diretor de TI da Sonepar explica que a melhor maneira é ter KPIs bem estruturadas. Esta é a sigla em inglês para Key Performance Indicator, traduzindo, Indicadores-Chave de Desempenho.

Saiba mais: É melhor terceirizar ou internalizar a operação de e-commerce?

Em outras palavras, KPIs são métricas para avaliar os processos de uma gestão. De acordo com Teles, muitas empresas têm sumido do radar por falta de medição dos seus KPIs. As métricas são uma maneira de compreender o desempenho dos processos de uma empresa. Teles apresentou uma palestra durante o B2B Summit 2019.

Como criar KPIs

De acordo com Paulo Teles, para criar KPIs é preciso seguir algumas dicas:

  1. Estar alinhado com o planejamento estratégico. Tem que entender as razões do planejamento estratégico e as metas. 
  2. Determinar metas a serem atingidas. 
  3. Definir as KPIs
  4. Acompanhar a performance
  5. Corrigir desvios
  6. Melhoria contínua. 

Metas Smart

  1. O que você quer fazer?
  2. Como vai saber quando chegar lá?
  3. Está em seu poder realizá-lo?
  4. Você pode realmente conseguir isso?
  5. Quando realmente você quer realizá-lo?

Como escolher a KPI para e-commerce?

Para escolher a KPI para o e-commerce, Paulo Teles, diz que é preciso prestar atenção em alguns pontos de análise:

  1. Defina seus objetivos
  2. Negócios diferentes, KPIs diferentes
  3. Concentre-se em grupos pequenos de KPIs

5 bons KPIs para e-commerce

KPIs para e-commerce devem englobar cinco áreas importantes. São elas:

  1. Taxa de conversão
  2. Valor de Ticket médio
  3. Taxa de abandono do carrinho
  4. Visitantes frequentes
  5. Compras concluídas

KPIs para área comercial

Na área comercial de um e-commerce, é importante, de acordo com o diretor de TI da Sonepar, que as KPIs sejam voltadas para as seguintes áreas:

  1. Taxa de Conversão Global/Regional/Local/Vendedor (HIT Rate)
  2. Ticket Médio
  3. Faturamento Global/Regional/Local/Vendedor
  4. Comportamento do cliente por ramo de atividade

Futuro

Paulo Teles mostrou que a participação do marketplace no varejo digital (e-commerce) tem crescido de maneira surpreendente. Os números têm como base dados da Shop.org, Channel Advisor e Mackinsey. 

O Brasil estaria com uma participação que chega a 4 Bilhões de Dólares; Os Estados Unidos, têm 115 Bilhões de Dólares em participação; Já a China, ultrapassou os 506 Bilhões de Dólares e lidera o desempenho de todos os países, quando o assunto é e-commerce.

Mas, independentemente da tecnologia que tem transformado o mercado, as vendas e o consumo de maneira avassaladora, nada substitui as relações humanas, como explicou Eduardo Nader, CEO do Mercado Eletrônico, que organizou o B2B Summit 2019.

“Muita coisa mudou. Mas principalmente o ser humano mudou. Uma pessoa vale mais que uma máquina. Um time vale mais que uma pessoa e gera mais valor”, concluiu Nader. 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.