Redação E-Commerce Brasil

Em parceria com o Google, Carrefour avança no e-commerce de alimentos

Quinta-feira, 14 de Maio de 2020   Tempo de leitura: 5 minutos

No comércio eletrônico, um dos maiores desafios está na venda de alimentos, dadas as suas especificidades (produção, logística, validade, entre muitas outras). Se o tema é complexo à uma loja, imagine para uma rede de 12 mil estabelecimentos físicos, com 365 mil colaboradores e presença em mais de 30 países? Parece loucura, certo? Mas esse é o universo do Carrefour. E Osvâneo Ferreira, Global Head of Cloud da empresa, nos trouxe dados exclusivos de toda essa complexidade no The future of e-commerce.

Desde 2017 o Carrefour realiza uma transformação enorme na parte digital. Osvâneo é um dos grandes nomes escolhidos para encabeçar essa transição online da rede de supermercados. Ele tem como missão contribuir para uma tecnologia que conecte a produção sustentável do produtor à rede, e os alimentos aos clientes — de forma acessível, sem perder a qualidade e preservando um preço justo. “Em uma tradução um pouco mais simples, nosso objetivo é trazer o produtor mais para perto e preservar a rastreabilidade do alimento”, contou o brasileiro, que já está morando há alguns anos em Paris, na França, para quebrar esses paradigmas.

Desafío cultural

Para Osvâneo, trabalhar o viés cultural da empresa e mostrar aos colaboradores como é possível fazer o diferencial da ambição do carrefour — em termos de entregar serviços e produtos — tem sido um pilar de extrema importância na transição. “São pessoas de muito tempo de casa e essa questão da chegada de novos colaboradores, como eu. Todos estão num mesmo ambiente, e a mensagem de que essa tecnologia vem para entregar o melhor ao ecossistema do cliente deve ser transmitida de forma muito clara e coesa. Isso a todo o tempo, em vários países de culturas diferentes”, explicou o especialista. Lembrando que o modelo operacional sustenta mais de 12 mil lojas, além dos canais digitais.

Parceria com o Google

Além do processo cultural, muito dessa transformação acontece na infraestrutura, a fim de gerar valor sobre os dados que a companhia possui, em todos os aspectos. Para isso, o Carrefour (na França) formou uma parceria com o Google. Perguntas do tipo “Como o Carrefour pode gerar valor com os dados já coletados sobre produtos, serviços e vendas?”; ou “Como acompanhar o cliente em seus diferentes canais de interação?”, agora são analisadas e processadas com o auxílio da gigante das buscas. “O Google está mudando a dinâmica da empresa e todos estão vendo muitos benefícios com isso. Principalmente em relação às rupturas e recomendações”, lembrou Osvâneo sobre as necessidades de negócio propostas pelo pessoal de tecnologia.

Outro fruto nascido com a parceria foi a iniciativa de desenvolvimento de novos produtos. Um deles já está em testes na França, que é a oferta de alimentos dentro do Google Shopping. “A ideia vai muito além disso. Logo vamos integrar a venda alimentar em dispositivos digitais, como o Google Home, por exemplo. O maior objetivo está em alinhar as forças do físico ao canal digital e oferecer novas funcionalidades a esses dispositivos”, disse.

Tecnologia nas nuvens

Um ponto importante da parceria do Carrefour com o Google é sobre a infraestrutura para suportar e analisar o volume de dados. Uma das grandes vitórias do time de tecnologia foi conseguir adotar a estratégia de transição e migração de dados em cloud (nuvem). “Essa jornada é diferente de uma startup, por exemplo, por conta do tamanho. Para ter uma ideia, só na área de tecnologia da França são mais de 5 mil pessoas trabalhando. Ou seja, é complexo demais alinhar os objetivos e colocar todos na mesma página”.

Outro benefício está no laboratório de dados que a empresa desenvolveu com o Google, na França. Uma de suas funções é buscar soluções de problemas atuais. “Ele mudou a dinâmica da empresa e todos estão percebendo os benefícios. Hoje, o Carrefour tem capacidade de gerar valor com os dados já coletados sobre tudo o que existe em seu ecossistema. Conseguimos entender o que a empresa vinha fazendo, o que é preciso alterar e como transformar tudo isso”, comemorou.

A evolução tecnológica, segundo Osvâneo, é constante e tem trazido muitos benefícios para o grupo. “A entrega em uma hora foi atingida aqui na França e replicada aos demais países, assim como o click and collect. São conquistas muito importantes, que só foram possíveis porque o Carrefour acreditou no time de tecnologia”, finalizou.

 

Por Giuliano Gonçalves, via redação do E-Commerce Brasil.

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.