Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Elon Musk pede dados sobre spam para não cancelar compra do Twitter

Terça-feira, 17 de maio de 2022   Tempo de leitura: 5 minutos

Em um novo tweet disparado no Twitter antes da abertura do mercado, Elon Musk reiterou que seu acordo de US$ 44 bilhões para comprar a plataforma de mídia social está suspenso devido à questão dos spambots. No entanto, agora o executivo acusa a empresa de mentir sobre a proporção de contas falsas/spam na plataforma, alegando que seu CEO recusou a apresentação dos dados.

Elon Musk também estabeleceu o que parece ser um ultimato definitivo, escrevendo: “Este acordo não pode avançar até que ele o faça”. Ele sugere ainda que a plataforma pode ter mais de 20% de contas falsas/spam, vinculando a um relatório sobre comentários que ele fez em Miami na segunda-feira dizendo que acredita que um quinto das contas do Twitter são bots falsos/spam.

O tweet parece projetado para acumular ainda mais pressão sobre a administração do Twitter, que já sofreu a indignidade de ter Musk twittando um emoji de cocô no CEO Parag Agrawal (veja nosso relatório anterior ) em uma discussão muito pública sobre a questão do spambot, entre outras mensagens geradas por Musk.

Com este último tweet direcionado ao CEO do Twitter, o bilionário aparenta uma tentativa de forçar a empresa a aceitar uma oferta mais baixa. Nesta terça-feira (17), o preço das ações do Twitter atingiu queda acima de 2,75% antes do mercado. As ações caíram nas últimas semanas, enquanto o Twitter lida com solavancos criados por Elon Musk.

Musk também concordou com uma cláusula de não depreciação como parte do acordo para comprar o Twitter. Mas aparentemente ele não entende o que essa palavra significa. Ou, então, ele continua a agir como se os acordos legais vinculantes simplesmente não se aplicassem a ele.

Elon Musk: documentação

A empresa também apresentou uma declaração preliminar de procuração sobre a aquisição, sugerindo ainda que está comprometida com o acordo conforme acordado. Em sua recomendação aos acionistas, o conselho escreve:
O Conselho do Twitter recomenda por unanimidade que você vote: (1) “ PELA ” a adoção do acordo de fusão; (2) “ PARA ” a remuneração que será ou poderá vir a ser paga pelo Twitter a nossos diretores executivos nomeados em conexão com a incorporação; e (3) “ PARA ” o adiamento da assembleia especial, de tempos em tempos, para data ou datas posteriores, se necessário ou apropriado, para solicitar procurações adicionais se não houver votos suficientes para adotar o acordo de incorporação no momento da reunião especial.
O documento também estabelece as condições sob as quais o acordo de aquisição pode ser rescindido – que incluem por mútuo acordo; ou por outra parte se o negócio não tiver sido fechado até as 17h de 24 de outubro de 2022 (exceto uma prorrogação aplicável desta data, como obter autorizações regulatórias); ou se o negócio não conseguir o apoio dos acionistas.

Leia também: Elon Musk suspende temporariamente compra do Twitter

Fonte: Tech Crunch

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER