Redação E-Commerce Brasil

Conheça o Electronic Mall, primeiro marketplace do mundo

Quarta-feira, 17 de janeiro de 2018   Tempo de leitura: 5 minutos

Imagine a seguinte situação: você liga seu computador, senta-se em frente à tela e começa a pesquisar por um presente no marketplace. O site oferece a opção de busca por itens, lojistas e categorias. Ao clicar no  produto desejado, a página informa a descrição do produto e, assim, a compra é finalizada. Basta inserir os dados do cartão de crédito e pronto.

Essa cena poderia até parecer banal não fosse por um detalhe: ela ocorreu em 1984.

Neste ano, a então líder entre provedores de internet nos Estados Unidos, a CompuServe, lançava o primeiro marketplace do mundo, chamado de Electronic Mall. E, apesar das mais de três décadas de diferença, o funcionamento continua parecido na sua essência.

Claro, nem tudo era igual, a começar pela forma de acesso: em vez de abrir um navegador e digitar o endereço do site, era preciso comprar o software da empresa (que custava US$ 40) e instalá-lo no computador, um item ainda não totalmente popularizado nas casas americanas na década de 1980.

No vídeo abaixo, Regina Brady, da CompuServe, explica como funcionava o primeiro marketplace do mundo:

A interface, obviamente, também estava muito distante dos padrões atuais. Não havia fotos nem cores, mesmo porque o sistema permitia apenas textos – e no melhor formato “prompt de comando”. Links? Ainda não – a escolha dos produtos se dava digitando a opção em uma lista numérica, por exemplo, e clicando em “enter” para confirmar a escolha e mudar de tela.

Apesar das diferenças visuais gritantes e da quantidade de etapas até o checkout, o conceito continua o mesmo.

Declínio

Em reportagens datadas de 1986, os jornais americanos apresentavam o Electronic Mall como a grande salvação para quem detestava sair às ruas e enfrentar filas para comprar presentes de Natal. A solução, então, seria comprar o software e escolher os produtos em uma das 85 lojas participantes.

Nem sempre, porém, o marketplace saía ganhando. Um dos entrevistados das várias reportagens produzidas pela TV nos Estados Unidos usava o catálogo online como fonte para pesquisar preços nas lojas físicas e, se fosse o caso, barganhar até chegar a um preço melhor. Veja a entrevista dele no vídeo abaixo, a partir de 3min23seg.

O Electronic Mall chegou a ter 185 lojas cadastradas, segundo matéria do AdAge de 1997, mas caiu para o mesmo patamar do lançamento. E, no mesmo ano, lançou a sua plataforma na internet, dessa vez com 65 lojistas.

Provavelmente, alguns dos grandes problemas para não ter se mantido no topo atende pelos nomes de Amazon e Ebay, fundadas, respectivamente, em 1994 e 1995, já no ambiente online. Por outro lado, a CompuServe, dona da Electronic Mall, encontrou pela frente a AOL, com quem concorreu por muitos anos.

Mesmo com todos os percalços, a empresa conquistou o direito de ser lembrada como a precursora de um dos meios mais rentáveis do e-commerce. E que, apesar das diferenças para os parentes mais novos, ainda guarda relações com os seus antepassados.

Por Caio Colagrande, da redação do E-Commerce Brasil

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.