Redação E-Commerce Brasil

E-grocery tem desafios específicos de logística; veja dicas

Quinta-feira, 28 de janeiro de 2021   Tempo de leitura: 4 minutos

O ano passado trouxe boas novidades para o e-commerce. Entre algumas ideias que pegaram, destaca-se o e-grocery, que vai muito além de uma entrega de delivery de refeições. Supermercados, mercearias, distribuidoras de bebidas provaram, ao longo dos meses que podem sobreviver também no mundo online. Mas a logística é a mesma do varejo tradicional? Para falar sobre o tema o The Future Of E-Commerce – edição Logística 2021 convidou o fundador e CEO da VipCommerce, Fernando Bravo.

Especialista em vendas online de supermercados, Bravo trouxe pontos importantes das diferenças de operação logística no e-grocery. Logo no início de sua palestra, o CEO da VipCommerce lembrou da importância do OMS, sistema que chamou de espinha dorsal para uma entrega satisfatória ao cliente.

Leia também: Supermercado a um clique de distância: o crescimento do e-grocery

Bravo lembrou, porém, das especificidades do e-grocery. Segundo ele, o primeiro desafio já é vencer a visão errônea usado no marketing de que a entrega de alimentos e bebidas é feita através de uma cesta aberta, com alimentos misturados, à mostra, sem a devida proporsão. Por mais que essas fotos circulem pelas redes sociais, o cuidado na entrega é bem diferente. Bem mais responsável, inclusive. ” Quando falamos de supermercados, o que aparece em fotos é uma pessoa carregando uma cesta de fruta, por exemplo e sabemos que não é bem assim que funciona. Aquela grande quantidade de produtos misturados, não tem como uma entrega assim”.

O CEO da VipCommerce destacou que para que o OMS funcione na logística de e-grocery, é preciso que o OMS tenha um controle de tempo em cada etapa. Assim, haverá o cumprimento do prazo de entrega.

“Dentro do e-grocery existe a estratégia de delivery e tem os canais de marketplaces. São cenários diferentes e é preciso estar preparado para cada um deles. É preciso que a priorização seja feita pelo algoritmo multifatorial, que leve em conta a ordem da compra, a distância do centro de distribuição e o tempo de entrega prometido”.

Para finalizar, Fernando Bravo chamou a atenção para o uso de embalagens certas para cada produto. Segundo ele, a forma como o produto chega até o consumidor pode garantir mais confiança e, consequentemente, conversão. “O e-commerce já transita com produtos frágeis, mas estamos falando de itens muito frágeis, como ovos, por exemplo. É preciso garantir embalagens certas e formas de transporte certas. Um erro nesse processo pode comprometer a compra inteira. É preciso garantir na embalagem um aspecto de confiança e segurança para o cliente”.

O The Future Of E-Commerce – Logística 2021 abre o calendário de eventos do E-Commerce Brasil em 2021. Todas as palestras serão disponibilizadas no canal do ECBR no YouTube nos próximos dias.

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.