Redação E-Commerce Brasil

E-commerces faturaram R$ 5,3 bilhões na Semana do Brasil, aponta Social Miner

Sexta-feira, 25 de setembro de 2020   Tempo de leitura: 5 minutos

Assim como no Dia das Mães, Dia dos Namorados e Dia dos Pais, os e-commerces obtiveram ótimos resultados também na Semana do Brasil e no Dia do Cliente. Dados de uma pesquisa feita pela Social Miner , empresa que une dados de consumo, tecnologia e humanização para ajudar sites a otimizarem seus resultados, em parceria com a Neotrust | Compre & Confie, ClearSale e ANYMARKET entre os dias 15 de agosto e 15 de setembro revelam que o número de pedidos nos e-commerces entre os dias 01 e 15 de setembro cresceu 52% em relação ao ano passado, chegando à marca de 12,2 milhões. E o faturamento das lojas online acompanhou essa alta, subindo 65% no comparativo com 2019, batendo R﹩5,3 bilhões.

O ticket médio foi de R$ 403 no ano passado, para R$ 436 neste ano – crescimento de 8% com relação ao ano anterior. Das categorias que registraram mais conversões entre as mulheres estão beleza, farmácia e saúde, moda e acessórios, e multicategoria. Entre os homens, eletrônicos e informática, bebidas, e casa e construção, como podemos ver no gráfico abaixo:

Social Miner Semana do Brasil

A região que mais aproveitou a data para consumir foi o sudeste, com 61% das compras no período, seguida pelo sul, com 18%, e as demais logo atrás, como mostra o ranking da Social Miner:

Social Miner - região Semana do Brasil

Com as questões relacionadas ao frete se tornando cada vez mais relevantes para decisão de compra do consumidor, é com certa atenção que observamos o aumento de 43% no valor cobrado pela entrega de produtos durante a sazonalidade neste ano, em relação a 2019:

Aumento
As compras continuam acontecendo, na maioria das vezes, pelo desktop. 67% preferiram consumir pelo computador, mas o mobile vem ganhando mais espaço. Na semana do Brasil deste ano, 33% efetuaram suas compras por dispositivos móveis, o que mostra um crescimento de 9 pontos percentuais sobre os 24% do mesmo período no ano passado. Para Ricardo Rodrigues, CEO da Social Miner, esse movimento provavelmente se dá pela digitalização do mercado, que levou várias marcas ao ambiente online – que traz facilidades como pesquisas e pagamentos pelo celular -, mas também a possibilidade de consumir sem precisar ter contato com outras pessoas – algo que se mostra fundamental em tempos de distanciamento social. “O comércio precisa observar o comportamento dos clientes, e se adaptar rapidamente para convertê-los e fidelizá-los.”

E falando em fidelização, uma taxa que é importante acompanhar é a de r00ecompra. Neste ano, ela cresceu 107%, indo de 2,7% para 5,6%. “Esse é o indicador de que as estratégias de retenção estão funcionando”, afirma o CEO da Social Miner.

Leia também: 90% dos lojistas de SP acreditam que Semana do Brasil impulsionará vendas

Outro ponto que merece atenção, mas infelizmente não positivamente como a fidelização, é o aumento de 29% nas tentativas de fraude. Na semana do Brasil agora de 2020 foram mais de 52 mil pedidos fraudulentos, enquanto em 2019 foram 40 mil. Os 5 segmentos que ficaram na mira dos golpistas foram:

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.