Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

E-commerces da América Latina não oferecem boa experiência de compra, aponta EQI

Quinta-feira, 18 de novembro de 2021   Tempo de leitura: 4 minutos

A falta de comentários é o fator que mais impacta negativamente a experiência de compra online dos consumidores, segundo revela o E-commerce Quality Index (EQI), estudo na América Latina que analisa a qualidade das informações nas páginas de produto do e-commerce sob o ponto de vista do consumidor.

A edição de 2021 do estudo foi criado pela Lett, startup especialista em Trade Marketing Digital e adquirida recentemente pela Neogrid, analisou o conteúdo digital de mais de 160 e-commerces, 170 mil marcas e mais de 3 milhões de páginas de produtos na Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, México e Peru. Os dados foram coletados entre os meses de agosto e setembro deste ano.

Em 2021, em uma escala de 0 a 100 pontos, o EQI da América Latina atingiu nota 44. A pontuação é inferior ao índice de 60, recomendado pelo estudo para uma boa experiência de compra online.

O índice analisa o número de imagens presentes nas páginas de produto, número de palavras na descrição, quantidade de caracteres no título e categorização do item no e-commerce e quantidade de avaliações e comentários dos consumidores.

Na classificação por país, o Brasil foi o que teve o melhor desempenho com 45 pontos, seguido pela Colômbia com 42, Chile e México ficaram empatados com 39. A Argentina ocupa a 4° colocação com 34 pontos e o último no ranking é o Peru com apenas 32.

De acordo com o estudo, a falta de avaliações nas páginas de produtos é a informação que mais prejudica a experiência de compra nos países analisados e esse também foi o critério que mais impactou negativamente no índice do EQI América Latina 2021. No Peru e na Argentina, as avaliações dos consumidores são praticamente inexistentes nos e-commerces.

Brasil no ranking

Em relação a 2020, a nota do EQI Brasil 2021 mostrou um pequeno avanço em relação à qualidade das informações nas páginas de produtos, com aumento de 5%. De 43 o EQI Brasil 2021 subiu para 45 pontos.

No entanto, mesmo com a melhora apontada pelo estudo, o índice do país ainda está abaixo do recomendado. No Brasil, o maior problema do e-commerce é o pouco uso de ferramentas de avaliações e comentários nas páginas de produtos, situação que já havia sido apontada por edições anteriores do índice.

Por outro lado, os varejos do país tem focado cada vez mais em títulos completos, produtos categorizados e em um maior número de imagens.

Categoria de e-commerces

No Brasil, de acordo com os sites analisados, a categoria Pet e Agro foi a que teve o melhor desempenho com 52 pontos, seguida por Casa & Cia e Marketplace que empataram com 48.

Na categoria Pet e Agro, o varejo Pet Love e a marca Whiskas conquistaram as primeiras posições na classificação do índice.

As categorias Produtos de Alto Giro e Eletro ficaram entre as piores categorias analisadas pelo estudo.

Para conferir o ranking completo, acesse https://content.lett.digital/eqi-latam-2021

Leia também: Compras com cartões crescem 35% e movimentam R$ 680 bilhões no 3º trimestre

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER