Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

E-commerce ajuda na ressocialização e garante renda a detentos em SP

Terça-feira, 05 de abril de 2022   Tempo de leitura: 2 minutos

Adquirir produtos com valor social e apoiar programas de ressocialização de detentos do sistema prisional. Essa foi a ideia por trás da criação do e-commerce da Funap (Fundação Estadual de Amparo ao Trabalhador Preso), que completou um ano. O canal de vendas foi criado para se adaptar ao crescimento do comércio online na pandemia.

Até agora, já foram comercializados mais de 4.300 itens. O catálogo de produtos tem desde móveis, cadeiras e mesas, até artesanato de bordado e crochê; além de máscaras de proteção e produtos sazonais, como enfeites de natal.

Raquel-Souza-presidiaria
Rio de Janeiro – Detentos que trabalham. Raquel Souza trabalha na confecção de bolsas da fábrica Tem Quem Queira. Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

Atualmente, são sete oficinas-escolas empregando mais de 102 reeducandos que fornecem os produtos.

O diretor executivo da Fundação, Henrique Neto, falou da importância financeira desse canal de vendas para os detentos que trabalham nas oficinas escolas.

Além do benefício financeiro, há ainda a possibilidade de conversão de dias trabalhados do detento na redução de sua pena em regime fechado. Esse benefício é analisado caso a caso pela justiça.

Parte dos valores arrecadados é revertida em mais investimentos para projetos que auxiliam na ressocialização de detentos para a sociedade. Como, por exemplo, aulas de cursinho pré-vestibular e programas de capacitação profissional.

De acordo com Henrique Neto, esses projetos ajudam na reintegração do detento de volta à sociedade.

A plataforma de vendas online pode ser acessada no funap.com.br, e mais informações sobre o trabalho da fundação e como participar ou ajudar podem ser encontradas no funap.sp.gov.br.

Leia também: O segredo dos sites asiáticos para conquistar o consumidor brasileiro

Fonte: Agência Brasil

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER