Redação E-Commerce Brasil

E-commerce fatura 377% a mais com produtos de Páscoa, afirma Ebit | Nielsen

Segunda-feira, 13 de abril de 2020   Tempo de leitura: 3 minutos

O total de compras online retomou crescimento de 18,5% — entre os dias 31 de março e 6 de abril de 2020 versus 24 a 30 de março de 2019 —, segundo o último relatório Impactos da Covid-19 no Comportamento do E-Commerce Brasileiro, elaborado pela Ebit | Nielsen e divulgado na quinta-feira (9). As categorias relacionadas à Páscoa apresentam um resultado acima do ano anterior, como aumento de 377%.

De acordo com a Ebit | Nielsen, o crescimento já era observado nas últimas duas semanas, em relação ao número total de pedidos e, apesar de cada região do Brasil estar em estágios diferentes em relação à Covid-19, elas acompanham tal movimento. 

Quase todas as categorias contribuem para esse crescimento, porém, 58% dele é proveniente de Telefonia/Celular, Casa e Decoração, Eletrodomésticos e Informática. As categorias de produtos de giro rápido (FMCG) cresceram 21,7% no período analisado. O grande impulsionador foi o aumento da quantidade de pedidos (23.3%), mesmo com um prazo médio de entrega prometido 4x maior que a média de todas as categorias.

Crescimento de novos consumidores

O número de novos consumidores do e-commerce brasileiro segue crescendo, porém, já em um ritmo menos acelerado, se comparado à primeira semana de abril.

Evolução das compras online

Contribuição das categorias para venda online

Movimentações das maiores subcategorias em faturamento

Evolução do faturamento por região

Evolução das compras online FMCG

Principais movimentações das subcategorias de FMCG

Indicadores de frete no e-commerce

De acordo com o relatório, as principais categorias apresentaram diminuição na oferta de Frete Grátis na última semana. Já o prazo de entrega médio prometido continua acima, impulsionado pelos prazos elevados em Alimentos e Bebidas (até 4 vezes maior que a média das semanas de 28/01/2020 e 06/04/2020).

Principais insights da semana

Segundo a Ebit | Nielsen, a venda online volta a crescer nesta semana, impulsionada por diversas categorias de produto que possuem importância relevante em termos de faturamento e também pelas categorias de giro rápido (FMCG).

Os consumidores continuam buscando as compras online em função das limitações quanto à ida às lojas físicas, proporcionadas pela pandemia de Covid-19, um dos fatores que evidenciam tal situação, além dos dados já mencionados, é o aumento da intenção de compra online (11%).

Leia também: Cross-border: sites estrangeiros faturaram R$ 6,1 bi em 2019

Por Dinalva Fernandes, da redação do E-Commerce Brasil

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.