Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Maior e-commerce de móveis do mundo cresce 36% nesse 3º semestre

Sexta-feira, 22 de novembro de 2019   Tempo de leitura: 6 minutos

A Wayfair Inc., um dos maiores e-commerces de móveis do mundo, divulgou seus resultados financeiros referentes ao terceiro trimestre de 2019, encerrados em 30 de setembro de 2019. O crescimento da receita líquida de varejo direto no terceiro trimestre foi US$ 607 milhões, aumento de 36% em relação ao mesmo período do ano anterior.

De acordo com a empresa americana, o lucro bruto apresentado nesse terceiro semestre foi de US$ 539,9 milhões, ou 23,4% da receita líquida total. Já o EBITDA ajustado foi de US$ 144,2 milhões (6,3% da receita líquida total). “Nossos negócios continuam se beneficiando de investimentos significativos de longo prazo, que impactam direta e drasticamente a experiência do cliente. Expandimos nossa logística para atender a um alto nível de demanda de clientes na América do Norte e na Europa. Além disso, promovemos uma penetração mais profunda em oportunidades emergentes de categoria nos negócios”, disse Niraj Shah, CEO, co-fundador e co-presidente da Wayfair.

Vale lembrar que, no Brasil, Niraj Shah integra parte do conselho da Madeira Madeira como um dos conselheiros da empresa.

Dados de clientes da Wayfair

Dentro do levantamento apresentado, a empresa também destacou dados relativos a clientes. São eles:

  • Clientes ativos atingiu 19,1 milhões em 30 de setembro de 2019, um aumento de 37,6% ano a ano;
  • A receita líquida de LTM (Life Time Value) por cliente ativo foi de US$ 449 em 30 de setembro de 2019, um aumento de 1,4% ano a ano;
  • Os pedidos por cliente, medidos como pedidos LTM divididos por clientes ativos, foram de 1,85 no terceiro trimestre de 2019, em comparação com 1,84 no terceiro trimestre de 2018;
  • Os clientes recorrentes fizeram 67,3% do total de pedidos no terceiro trimestre de 2019, em comparação com 66,3% no terceiro trimestre de 2018;
  • Clientes recorrentes fizeram 6,1 milhões de pedidos no terceiro trimestre de 2019, um aumento de 33,6% ano a ano.

Sobre os pedidos

Hoje, a Wayfair possui mais de 14 milhões de itens em artigos de decoração, decoração, acessórios para casa, utilidades domésticas, entre outros. Confira os números referentes aos pedidos da empresa dentro do levantamento:

  • Os pedidos entregues no terceiro trimestre de 2019 foram de 9,1 milhões, um aumento de 31,5% ano a ano;
  • O valor médio do pedido foi de US$ 252 no terceiro trimestre de 2019, em comparação com US$ 244 no terceiro trimestre de 2018;
  • No terceiro trimestre de 2019, 53,8% do total de pedidos enviados foram feitos via dispositivo móvel, comparado a 49,4% no terceiro trimestre de 2018;

 

Gigante da moda na Europa também apresenta dados impressionantes

A principal plataforma online de moda e estilo da Europa aumentou sua base de clientes e aprofundou o relacionamento com os clientes no terceiro trimestre de 2019. Segundo dados apresentados, a Zalando viu pela primeira vez mais de um bilhão visitas online em um único trimestre (um aumento de 37,3% em relação ao ano anterior).

Impulsionada pelo aumento do número de pedidos — em relação ao ano anterior, houve um aumento de 34,7 milhões de pedidos, ou 25,4% a mais —, a Zalando elevou sua receita em 26,7%, para £ 1,5 bilhões. O Volume Bruto de Mercadorias (GMV) subiu em 24,6% (£ 1,9 bilhões). A empresa alcançou um EBIT ajustado positivo de £ 6,3 milhões ou uma margem de 0,4%.

No terceiro trimestre, a empresa teve um forte crescimento em todas as regiões. Na região alemã, as receitas aumentaram 22,9%, enquanto os negócios no restante da Europa cresceram fortemente em 30,8%. O desenvolvimento positivo foi especialmente pronunciado na Espanha, nos países nórdicos e na República Tcheca. Nesses, os negócios cresceram em ritmo acelerado desde o lançamento, há cerca de 1 ano. A Zalando pretende expandir sua atuação à República Tcheca no quarto trimestre.

Números desse ano

Nos primeiros nove meses de 2019, a Zalando aumentou seu GMV em 23,5% (para £ 5,7 bilhões). Em 2018, os primeiros nove meses representaram £ 4,6 bilhões. As receitas da empresa foram incrementadas em 20,7% (para £ 4,5 bilhões ). Em 2018, esse mesmo período gerou £ 3,7 bilhões. O EBIT ajustado da Zalando ficaram em £ 114,5 milhões, o que corresponde à uma margem de 2,5% — nos primeiros nove meses de 2018, foram £ 55,5 milhões ou 1,5%.

Com base nisso, a empresa espera um crescimento de GMV de 20 a 25% em 2019. Também vislumbra que o EBIT ajustado esteja na metade superior da faixa de £ 175 a £ 225 milhões, com despesas de capital em torno de £ 300 milhões.

Sustentabilidade

De acordo com a visão de ser uma plataforma de moda sustentável, a Zalando garante que a partir de agora será neutra em carbono em suas próprias operações, entregas e retornos. Além disso, fornecerá a seus clientes uma escolha ainda mais ampla de estilos mais sustentáveis. Três novas marcas que oferecem produtos mais sustentáveis ​​serão adicionadas ao sortimento. Já a marca própria de Zalando, a Zign, será totalmente dedicada à sustentabilidade a partir da temporada de verão 2020.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.