Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

E-commerce aumenta monitoramento de fraudes no mobile

Quinta-feira, 04 de setembro de 2014

Pouco a pouco, fraudadores estão adequando seus golpes para o mundo da mobilidade. Nos EUA, de 2011 a 2013, o percentual de sites de e-commerce que passaram a monitorar também as fraudes em canais móveis aumentou quatro vezes, passando de 8% para 37%, informa Fernando Souza, diretor da Cybersource, subsidiária de segurança de pagamentos digitais da Visa.

No Brasil, em uma pesquisa realizada pela empresa junto a seus clientes de e-commerce, descobriram que a quantidade de ataques aos canais móveis tem, atualmente, um volume três vezes maior que aqueles em canais tradicionais.

Souza cita o caso específico de uma rede de cinemas que começou a reparar uma ocorrência estranha: sessões de filme com todos os ingressos vendidos via m-commerce, mas sem nenhum espectador dentro da sala. Quando foram investigar, descobriram que seu canal de vendas via celular estava sendo usado por fraudadores para testar a validade de números de cartão de crédito clonados. Uma vez verificada a validade, partiam provavelmente para compras de maior valor em outros sites.

A migração de fraudes da web para a mobilidade já era esperada, segundo Souza, tal como aconteceu anos atrás do mundo físico para o on-line. Isso não significa que o canal móvel seja menos seguro. Do ponto de vista do consumidor, é verdade que há o risco de perda ou roubo do aparelho, assim como o surgimento de novos golpes como o “smishing” (phishing via SMS). Porém, no celular pode-se usar uma senha de acesso (PIN), ou mesmo autenticação por biometria, além da possibilidade de localizar o aparelho via GPS e saber de onde foi feita uma compra.

Por: TI Inside

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER