Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Vendas no e-commerce registram alta de 20,56% em janeiro de 2022

Segunda-feira, 14 de março de 2022   Tempo de leitura: 4 minutos

As vendas do e-commerce brasileiro registraram aumento de 20,56% em janeiro de 2022, em comparação ao mesmo período do ano passado. O levantamento, que inclui bens de consumo e entretenimento, foi realizado pelo MCC-ENET, parceria entre o Compre & Confie e a Câmara Brasileira de Economia Digital.

Comparação dezembro 2021 a janeiro 2022

A pesquisa mostrou também que as vendas do e-commerce registraram aumento de 0,63% entre janeiro de 2022 e dezembro de 2021. Por outro lado, no acumulado dos últimos 12 meses, a expansão foi de 16,14%.

“No primeiro mês de 2022, observamos a mesma tendência de crescimento sustentável das vendas online no Brasil, já observada nos últimos anos. O faturamento do segmento nos últimos 12 meses, comparado ao período anterior, alcançou mais de 25% de crescimento. São sinais fortes da força do canal online nos hábitos de consumo do brasileiro. Esperamos crescimento de dois dígitos no volume de vendas para 2022 em relação ao ano passado”, afirma Gastão Mattos, responsável pela Divisão de Varejo Online da Câmara Brasileira da Economia Digital.

Categorias

As categorias que tiveram maior destaque com relação às vendas foram: equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (43,1%); móveis e eletrodomésticos (28,2%); e tecidos, vestuário e calçados (10,3%).

Com um pouco menos de destaque, mas ainda com representação expressiva, estão: artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (7%); outros artigos de usos pessoal e doméstico (5,5%); hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (3,9%); e, por último, livros, jornais, revistas e papelaria (2%).

Vendas por região

A região Norte foi a que mais se destacou na comparação com janeiro de 2021, com crescimento de 33,49%. Na sequência: Centro-Oeste (28,87%); Nordeste (27,35%); Sul (23,19%); e Sudeste (17,22%).

Com relação ao acumulado para os últimos 12 meses, o destaque é para a região Nordeste, com 27,98%. As demais: Centro-Oeste (25,70%); Norte (24,68%); Sul (22,78%); e Sudeste (11,10%).

Faturamento

Conforme apurado pela pesquisa, o faturamento do e-commerce apresentou crescimento de 8,09% em janeiro de 2022, em relação a dezembro de 2021. O acumulado dos últimos 12 meses teve variação positiva de 25,31%.

Além disso, de outubro a dezembro de 2021, 18,5% dos consumidores realizaram ao menos uma compra online.

As categorias que apresentaram maior faturamento em 2021, de acordo com o relatório foram: telefonia, informática, eletrodomésticos, móveis e eletrônicos.

PIX

De acordo com o levantamento, as pessoas estão pagando mais suas compras online com o Pix. Em janeiro de 2021, apenas 1% das compras era paga desta forma. Em dezembro, a porcentagem subiu para 4.

Na média, em 2021, o PIX representou 2,3% de todos os métodos de pagamento pela internet, segundo levantamento da Neotrust.

Por fim, as categorias com maior destaque para esta modalidade de pagamento são: moda e acessórios, alimentos e bebidas, beleza e perfumaria, utilidades domésticas e eletroportáteis.

O pagamento no e-commerce com wallet também subiu em 2021, atingindo 6,03%. Em 2020, o índice de pagamento com wallet chegou a 5,91%, sendo que em 2019 esse número era de apenas 0,26%.

Fonte: CNN.

Leia também: Como fica o e-commerce após o novo reajuste nos preços da gasolina e do diesel?

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER