Redação E-Commerce Brasil

E-bit divulga 31° relatório WebShoppers 2015

Quarta-feira, 04 de fevereiro de 2015

Relatório informa que 51,5 milhões de consumidores fizeram compra pela internet em 2014, sendo 10,2 milhões de estreantes

O 31° WebShoppers, relatório sobre o comércio eletrônico brasileiro divulgado hoje, 04, pela E-bit, revelou um mercado maduro, apesar das adversidades econômicas vividas pelo País no último ano.

“Tivemos um ano atípico com o acontecimento de eventos como a Copa do Mundo e as eleições, mesmo assim o comércio eletrônico tem se mostrado sólido”, disse Leonardo Palhares, sócio da Almeida Advogados e vice-presidente de estratégia da Câmara E-NET.

Segundo o relatório, no primeiro semestre, que antecedeu a Copa o Brasil, teve um aumento de 26% nas vendas de TV. Outra data que impulsionou vendas no e-commerce foi a Black Friday, no final de novembro, data que teve uma maior adesão de lojas em comparação com o ano anterior.

Entre as categorias mais vendidas, estão: moda e acessórios, cosméticos, perfumaria e saúde e eletrodomésticos. Telefones celulares alcançou o quarto lugar, com 8%.

Em 2014 as vendas por dispositivo móvel cresceram muito; a participação atual é de 9,7%. A categoria líder no mobile foi cosméticos, perfumaria e saúde, acompanhando o ranking do desktop.

mobile commerce categorias mais vendidas 2015

Alimentos e bebidas, apesar de ser uma categoria pequena, alcançou ótimos resultados devido aos investimentos de usabilidade dos sites de vendas desse tipo de produto. “As pessoas estão criando esse hábito, de entrar numa loja online e visualizar os produtos em uma tela pequena. O consumidor tem a conveniência de estar dentro de um shopping e poder usar comparadores de preços, por exemplo”, disse Pedro Guasti, diretor executivo do E-bit.

Outro dado importante é a adesão do brasileiro às compras internacionais. Entre os sites mais comprados estão o EBay, a Amazon e o AliExpress, citado por 50% dos entrevistados. Dos 20 sites mais comprados, 12/eram chineses. Em dezembro de 2014, a categoria mais comprada foi moda e acessórios; o gasto médio anual em sites internacionais entre janeiro e dezembro caiu de $214 para $163 dólares, queda explicada pela adesão às compras em sites chineses, cujos produtos levam a tíquetes médios menores.

Índice FIPE aponta queda média dos preços

O índice FIPE/ BuscaPé, que analisa os preços praticados no e-commerce durante todo o ano, registrou variações negativas de -0,48% em sua média mensal. As categorias que tiveram maiores quedas foram moda e acessórios, com quedas de -12,86%, e telefonia -12,96%.”Essas quedas podem estar também relacionadas às compras em sites chineses”, afirmou Guasti.

tabela Fipe 2015

O relatório webshoppers 2015 estará disponível a partir de amanhã, dia 05 no site do E-bit.

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. A cada consultoria, incentivamos que os administradores das lojas virtuais “sempre” se preocupem com o aspecto do produto quando chega na casa do cliente, a embalagem, instruções de uso e conservação, entre outras informações valiosas que fazem com que Moda esteja sempre em alta nas vendas na Web. Parabéns pela matéria.

    Responder

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.