Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Dia dos Solteiros da China perde brilho e crescimento cai para um dígito

Quarta-feira, 17 de novembro de 2021   Tempo de leitura: 3 minutos

Após mais de uma década de crescimento explosivo, o Dia dos Solteiros da China, maior festival de compras online do mundo, está entrando num ciclo de menor crescimento, prejudicado pela economia mais lenta e maior escrutínio regulatório.

O gigante do comércio eletrônico Alibaba disse na sexta-feira (12) que suas vendas brutas (GMV) cresceram 8,5% durante o evento de 11 dias, a menor taxa desde que surgiu.

O GMV cresceu pelo menos dois dígitos em todos os anos, desde que o Alibaba fundou o evento em 2009 e o transformou em festival de compras online global, superando a Cyber Monday nos Estados Unidos. Em 2020, estendeu o evento de um dia para 11.

“A magia do Duplo 11 está desaparecendo”, disse Sharry Wu, líder de transformação de negócios de consultoria na China da EY, referindo-se à data, originalmente um dia não oficial para comemorar o desapego romântico.

“As marcas precisam entender, depois de anos de prática, que o Dia dos Solteiros não é o impulsionador de vendas garantido.”

Dia dos Solteiros impulsiona vendas

O evento é também um grande impulso nas vendas para empresas como Apple e L’Oreal, que venderam produtos no valor de mais de 100 milhões de iuans (US$ 15,7 milhões) cada durante os 11 dias do evento este ano.

No ano passado, os reguladores acusaram o Alibaba e seus rivais de comércio eletrônico de tratar mal os clientes, importunando-os com spams, restringindo injustamente suas escolhas e permitindo que os lojistas falsificassem descontos, punindo-os com multas em alguns casos.

Sob escrutínio regulatório, o Alibaba atenuou o marketing este ano, acabando com uma contagem contínua de transações de rastreamento que ocuparam o centro do palco nos anos anteriores e disse que estava focado na sustentabilidade.

Ainda assim, o Alibaba disse que um recorde de 290 mil marcas e 900 milhões de consumidores participaram este ano e 78 empresas viram seu GMV crescer mais de 10 vezes em comparação com o ano passado, para mais de 100 milhões de iuans.

Leia também: Alibaba.com passa a vender vinhos, azeites e embutidos portugueses

Fonte: Reuters, via 6 Minutos

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER