Redação E-Commerce Brasil

Dia do Frete Grátis: conheça os riscos e oportunidades da data para sua loja virtual

Quarta-feira, 19 de abril de 2017   Tempo de leitura: 3 minutos

Chegando à sua quarta edição no Brasil, o Dia do Frete Grátis pode ser uma ótima oportunidade para o varejista que deseja fidelizar seu cliente – especialmente aquele que reside em regiões no interior do país e que, apesar dos altos custos de frete, não abre mão de comprar online.

Outras chances que devem ser observados são a proximidade com o Dia das Mães, que pode render resultados ainda mais animadores para as lojas virtuais; e o grande apelo que a data pode ter entre os consumidores – até mesmo para aqueles que nunca realizaram uma compra online – considerando que as lojas virtuais diminuíram em 2% a oferta do frete grátis no último ano.

Além disso, as opções e valores de frete são fatores decisivos avaliados por 78% dos compradores ao optarem por levar um produto.

Como engajar o consumidor no Dia do Frete Grátis?

Maximiliano Muniz, diretor comercial do ERP Softvar, orienta que a estratégia de frete gratuito seja direcionada para situações específicas, como entregas locais ou para determinados produtos e valores; por exemplo.

Deve-se sempre atento ao valor limite calculado para não arcar com prováveis prejuízos – um deles seria descobrir que o custo da entrega é muito maior do que o preço cobrado do consumidor, situação que acaba ocorrendo com frequência quando a entrega gratuita é disponibilizada para regiões muito distantes.

Por isso, é importante checar quais localidades não devem ser incluídas no planejamento e traçar outras ações para essas áreas. Muniz pontua ainda que as grandes empresas podem ser as mais beneficiadas pelas estratégias de frete grátis, já que conseguem absorver o custo com mais facilidade, incluindo o de entregas em âmbito nacional.

Fernando Zambrano, coordenador de e-commerce da FBITS, aponta outros cenários onde o frete gratuito pode ser utilizado de forma estratégica, seja para dar escoamento à produtos com alto volume no estoque ou reembalados, para elevar o ticket médio do e-commerce ou mesmo comemorar o aniversário de uma determinada localidade.

Para não comprometer a margem de lucro, Zambrano diz que é necessário estar atento a alguns pontos na hora de precificar o frete:

1 – O que a concorrência está fazendo: meu preço é competitivo em quais locais de entrega?

2 – Ter bons parceiros logísticos e, de preferência,vários: tenho parceiros para entregar em todo o país?

3 – O cadastro de peso e medidas nos produtos para calcular o frete corretamente

Quais estratégias de marketing devo adotar e qual o retorno esperado?

“É importante atualizar todo o site para o tema da campanha de frete grátis e deixar bem claras as regras para quais locais serão válidas”, diz Fernando Zambrano. Além disso, a atenção do varejista deve ser direcionada igualmente a todos os canais de comunicação da loja virtual, do blog aos anúncios do Adwords, que devem ser otimizados para serem exibidos apenas nas regiões onde as condições especiais de frete serão disponibilizadas.

Os resultados que podem ser obtidos com esse investimento vão desde o aumento de conversão até, consequentemente, o crescimento do ROI do e-commerce.

Mas existem algumas ressalvas: “É importante avaliar a eficiência da campanha assim que possível, especialmente antes de aplicá-la novamente, pois o crescimento de fluxo na loja pode mascarar um prejuízo a longo prazo”, frisa Muniz, da Softvar.

Heitor Garcia, especialista em prevenção à fraudes do Pagar.me, alerta para riscos de possíveis fraudes. É necessário que o varejista analise as compras, mesmo que tenha contratado um software de antifraude, fazendo a verificação mínima de dados como CEP, telefone e endereço do comprador.

“Verificação é importante, o lojista pode adaptar o prazo de entrega para ter tempo de fazer essa análise”, diz. E, se ainda assim houver inconsistência, não necessariamente tomar uma ação imediata, mas pedir a validação de dados com o cliente.

Com a profissionalização do mercado, o cenário tem passado por algumas mudanças – uma delas é a entrada de profissionais multidisciplinares, que chegam para trabalhar em áreas como a logística, especialmente em cima do frete. “Com isso, a preocupação em ter competitividade no prazo de entrega e valores tornou-se um diferencial também”, diz Zambrano, coordenador de e-commerce da FBITS.

Para ele, as grandes empresas que já passaram da fase de gastar verdadeiras fortunas com campanhas promocionais e frete grátis para se consolidarem no mercado, devem assumir uma política sustentável para manter o equilíbrio da operação.

Mesmo que a tendência do frete grátis esteja caindo ao longo do tempo – de acordo com o 35º Webshoppers, 2016 foi o ano em que a opção de entrega gratuita teve a maior baixa desde 2012, com apenas 39% dos compradores escolhendo esta opção –  Zambrano é enfático ao afirmar: “Se existe um dia do frete grátis no e-commerce, participe!”.

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.