Redação E-Commerce Brasil

Dia do consumidor: vendas online crescem 18% após coronavírus, segundo Ebit/Nielsen

Segunda-feira, 23 de março de 2020   Tempo de leitura: 3 minutos

As vendas online referentes à semana do Dia do Consumidor cresceram 18% em comparação ao mesmo período de 2019, de acordo com a Ebit/Nielsen. O aumento representa um total de R$ 1,41 bilhões movimentados no e-commerce.

Leia também: Coronavírus impulsiona venda de produtos de giro rápido, diz Ebit/Nielsen.

Compras impulsionadas pelo coronavírus

O que mais chamou a atenção para as compras do Dia do Consumidor de 2020 foi a percepção de que os consumidores aproveitaram os descontos da data para se preparar para a crise gerada pelo coronavírus no Brasil e no mundo.

Em comparação ao ano passado, houve aumento de vendas no setor de Alimentos e Bebidas (33%), Eletrônicos (30%) e Eletrodomésticos (24%).

“A alta em relação a 2019 foi bastante expressiva. E percebemos que os consumidores usaram os descontos se preparar para a vida mais restritiva imposta pelo novo coronavírus”, afirmou o diretor de atendimento ao varejo e e-commerce da Nielsen Brasil, Roberto Butragueño.

Relação de vendas com declaração da OMS

O pico de vendas, 12 de março, corresponde ao dia seguinte ao anúncio da Organização Mundial de Saúde (OMS) declarando o coronavírus uma pandemia global. Dessa forma, neste dia, foi registado no e-commerce o montante de R$ 229 milhões em vendas.

As principais categorias por número de pedidos foram Eletrodomésticos (+22%), Eletrônicos (+22%), Alimentos e Bebidas (+19%), Saúde (+18%) e Perfumaria (+18%).

“Essa busca por alimentos e objetos de saúde e perfumaria mostram bem essa começo de corrida gerada pelos casos da doença”, explicou Butragueño.

Visão anual

Já o crescimento das vendas na comparação anual foi impulsionado pelas categorias de Eletrodomésticos e Telefonia & Celulares. Em relação ao número de pedidos, as categorias mais buscadas foram Moda & Acessórios, Casa & Decoração e também Eletrodomésticos.

Os números de pedidos totalizaram 3,241 milhões, alta de 8% contra 2019. Já o ticket médio cresceu 9%, para R$ 436, resultado do valor mais alto de Eletrodomésticos e de Telefones Celulares.

Pagamento

De acordo com o levantamento, a opção mais utilizada neste Dia do Consumidor foi o cartão de crédito, com 59% dos pedidos. Além disso, é seguido pelo boleto bancário, com 21%. Os pagamentos à vista representaram 53%.

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.