Redação E-Commerce Brasil

Como tomar decisões mais inteligentes com o bom uso de dados

Quarta-feira, 25 de agosto de 2021   Tempo de leitura: 3 minutos

Dados são tesouros no varejo, especialmente no comércio eletrônico. Porém, é preciso saber ler essas informações e agrupá-las de forma otimizada para converter mais, segundo Thays Terra, team lead Inside Sales, da Insider. A executiva participou do segundo dia do The Future of E-Commerce — Enterprise, nesta quarta-feira (24).

“Personalizar a experiência é muito importante. Pesquisas mostram que 87% das empresas verificam um aumento de KPIs de conversão, engajamento e ticket médio com personalização onsite; 77% dos clientes finais escolheram marcas que ofereceram experiências personalizadas; 63% dos clientes irão deixar de comprar de empresas que não se comunicam de forma personalizadas. Além disso, a personalização reduz os custos de aquisição em até 50% e aumenta a eficiência dos gastos com marketing de 10% a 30%”, enumera Terra.

No entanto, a personalização apresenta inúmeros desafios, segundo a executiva. “60% dos profissionais de marketing declaram que ferramentas de personalização de dados são difíceis de implementar. Além disso, são poucos recursos de pessoas, tempo e orçamento; dificuldade de captação de dados e a integração de jornada também é difícil”, afirma.

Para resolver esse problema, Terra recomenda o uso de plataformas que agreguem todas as informações dos usuários, tecnologia e meios de comunicação. “Para não acontecer de um mesmo usuário que já comprou um produto receber email oferecendo aquela mesma compra”, exemplifica.

Dados para jornadas personalizadas

A ideia é criar diversas jornadas de acordo com a questão do momento. Por exemplo, um cliente que abandonou o carrinho. Caso ele tenha deixado disponível seu email, a empresa pode enviar um email oferecendo o produto. Ou então, o cliente pode receber um push dizendo que o produto ainda está em estoque, segundo Terra. “Mais tarde, também dá para impactar esse cliente com anúncio no Facebook para incentivá-lo a finalizar a compra”, explica.

Outro exemplo é criar uma jornada do offline para o online. “Se um cliente comprou um Iphone na sua loja física, você pode esperar três dias para enviar um email oferecendo capinhas para que ele proteja o aparelho. Se não concluir, pode enviar cupons disponíveis quando ele entrar no seu site e assim por dia”, finaliza a executiva.

 

Leia também: Como live commerce pode potencializar vendas no comércio eletrônico

Por Dinalva Fernandes, da redação do E-Commerce Brasil

The Future of E-Commerce – Enterprise | O futuro dos dados: tome decisões mais inteligentes e crie jornadas que convertem from E-Commerce Brasil

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER