Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Crianças do Brasil passam 50% mais tempo na internet do que a média global

Quinta-feira, 18 de outubro de 2018   Tempo de leitura: 1 minuto

Enquanto enciclopédia de acesso fácil e repleta de informações constantemente atualizadas, a internet pode ser uma ferramenta muito útil para o aprendizado de crianças e adolescentes nos mais variados âmbitos. Segundo levantamento feito pela Viacom em 2017, crianças brasileiras entre 2 e 5 anos passam 50% a mais de tempo semanal na internet do que a média global. As consequências de começar a usar a internet tão cedo se refletem nas preocupações dos pais quanto à formação que seus filhos terão e ao tipo de informação que eles têm acesso.

De acordo com o CGI, Comitê Gestor da Internet no Brasil, só no ano passado 25 milhões de crianças, entre 9 e 17 anos, tiveram acesso à internet, mais de 90% disseram visualizar conteúdo no celular e, mais de 70% afirmou utilizar mais de uma vez por dia. Entretanto, há disparidades sociais e econômicas quanto ao acesso nas diferentes regiões do país.

Na região Sul, por exemplo, 93% das crianças têm acesso à internet, enquanto na região Norte esse número é de apenas 77%. Esses dados referem-se especificamente ao acesso em casa. O Cuponation, plataforma de descontos pertencente à alemã Global Savings Group, compilou num infográfico interativo o ranking de acesso das crianças por região do país.

São aproximadamente 42 horas por semana em frente as telas. A pergunta que fica é: o que eles fazem enquanto navegam na rede? A pesquisa TIC Kids Online Brasil apontou dados da usabilidade dos pequenos. 51% dos jovens utilizam a rede para se inteirar das notícias e manterem-se atualizados. Esse dado aponta um aumento de 17% em comparação com 2013, quando apenas 34% usavam a internet para esse fim.

No campo do entretenimento, 8 em cada 10 crianças afirmaram usar seus dispositivos para envio de mensagens instantâneas. Mais de 70% usa o tempo navegando em plataformas de vídeo, música e outras redes sociais. Para além das redes de comunicação e de notícias, 76% dos entrevistados disseram usar a internet para realização de pesquisas para trabalhos escolares. Confira o infográfico interativo com a lista das principais atividades realizadas online.

Este uso com fim educativo relaciona-se com o posicionamento dos pais brasileiros. No levantamento da Viacom, 66% afirmaram que seus filhos são muito propensos a utilizar plataformas como o Youtube para consumir conteúdo pedagógico. 72% dos pais entrevistados acreditam que a internet pode tornar seus filhos mais inteligentes. Na pesquisa do CGI, 70% dos pais disseram acreditar que as crianças têm um acesso com segurança. Todavia, esta percepção pode se dar porque eles próprios não sabem como usar a rede.

Um monitoramento adequado pode proporcionar à criança ou ao jovem mais aprendizado, além de um espaço mais democrático para exposição de seus ideais. No levantamento da Cetic, 40% dos entrevistados declararam se conectar para conversar sobre assuntos como cultura. E 36% desses participam de grupos para discussão de temas assim. Veja os dados completos no infográfico: https://www.cuponation.com.br/insights/criancas-online

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.