Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Número de mulheres empreendedoras no e-commerce cresce 15%, diz estudo

Quinta-feira, 13 de setembro de 2018   Tempo de leitura: 3 minutos

O número de mulheres empreendedoras no e-commerce cresceu 15% no último ano (julho 2017 a julho 2018). Os dados confirmam o histórico desde 2016, no qual houve um aumento progressivo do empreendedorismo feminino.

É o que diz estudo divulgado pela Nuvem Shop nesta semana. Os resultados foram extraídos da base de dados de quase 200 mil lojas cadastradas na plataforma.

De acordo com Danniela Karam, Gerente de Marca e Marketing da Nuvem Shop, o levantamento só confirma o avanço das mulheres, que ganham cada vez mais espaço nesse mercado.

“Estamos em um momento no qual o empoderamento feminino tem ajudado a quebrar paradigmas e estimulá-las a abrirem o próprio negócio. E isso tem se refletido em nossa própria base, que hoje já é de maioria feminina”, explicou.

Empreendedoras por verticais

O levantamento revelou ainda que o segmento de moda possui o maior volume de líderes mulheres (64%), seguido de saúde e beleza (58%), casa e decoração (45%) e eletrônicos (23%).

O destaque é para o número de e-commerces gerenciados por mulheres no nicho de moda no último ano, que acompanhou a tendência e cresceu 14%, assim como a vertical de saúde e beleza, com crescimento de 6%.

Já os segmentos de casa e decoração e eletrônicos, tiveram leve queda no volume de lojas virtuais lideradas por empreendedoras, de 3% e 2% respectivamente.

Avanço positivo

O empreendedorismo e a liderança das mulheres têm ganhado cada vez mais força e aumentado a representatividade no mercado brasileiro.

A última pesquisa realizada pelo Fórum Empreendedoras com 1300 mulheres no Brasil revela que 85% já são empreendedoras, enquanto 15% pensam em empreender.

Também a Pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2016, feito em parceria com o Sebrae, revelou que a taxa de sucesso do empreendedorismo feminino de empresas com até três anos e meio de existência ficou em 15,4% frente aos 12,6% entre os homens.

O relatório apontou ainda que as mulheres foram responsáveis por 51,5% dos novos negócios criados no Brasil em 2016.

Já um estudo realizado pelo The Boston Consulting Group mostra que startups fundadas por mulheres faturam mais do que as empresas fundadas por homens. Para cada dólar de financiamento, as startups com mulheres fundadoras geraram 78 centavos, enquanto as fundadas por homens renderam menos da metade disso (31 centavos).

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.