Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Correios estudam volta do e-Sedex, mas “em outro modelo”

Quarta-feira, 12 de julho de 2017   Tempo de leitura: 3 minutos

Menos de um mês após anunciar oficialmente o fim do e-Sedex, os Correios admitem a possibilidade de voltar a oferecer o serviço, mesmo sob “outro modelo”. Em nota, a estatal diz entender que “o e-SEDEX é uma marca forte e, por isso, não descarta a possibilidade de reposicioná-la no mercado futuramente, dentro de outro modelo de negócio.”

Desde dezembro de 2016, os Correios travavam uma briga na Justiça para conseguir extinguir a modalidade, considerada uma das mais importantes para lojistas e-commerce. Uma liminar mantinha o serviço apenas para quem já o havia contratado, mas a empresa não comercializava mais o e-Sedex. No dia 19 de junho, o serviço deixou de funcionar para todos os varejistas.

A reportagem do E-Commerce Brasil questionou também qual seria esse “novo modelo” estudado para recolocar o serviço no mercado. Segundo os Correios, os estudos estão em andamento na sua área de marketing, mas a premissa é de um serviço com foco em entregas rápidas de compras realizadas pela web.

Impacto

Apesar das críticas de lojistas desde a mudança ser oficializada, não houve impacto negativo nas entregas, segundo a estatal. “O que percebemos é a busca por alternativas no próprio portfólio de encomendas dos Correios, principalmente por meio dos pacotes de serviços específicos de Sedex e PAC, que foram criados para o e-commerce”, justificou na nota.

“O varejo digital conta agora com todo o portfólio dos Correios por meio da Nova Política Comercial da empresa, que disponibiliza pacotes específicos para o e-commerce, para a entrega dos produtos vendidos na web”, completou.

Paralelamente ao fim do e-Sedex, a empresa colocou em operação um serviço específico para e-commerce, que possibilita à loja virtual ter toda a sua operação de armazenamento, preparação de pedido, postagem, entrega e pós-venda completamente realizada pelos Correios.

Por Caio Colagrande, da Redação E-Commerce Brasil

Deixe seu comentário

1 comentário

Deixe uma resposta para Kaio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. Ficamos mais dependente de PAC, que não tem prazo limite para entrega e o correio não informa quando a encomenda chegou na região, apenas sabemos quando ele sai pra entrega. PAC é um total descaso com o consumidor

    Responder

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.