Redação E-Commerce Brasil

Correios divulgam lista de países com suspensão de entregas após coronavírus

Sexta-feira, 20 de março de 2020   Tempo de leitura: 3 minutos

As lojas virtuais que dependem da importação de produtos para estoque via Correios precisarão pensar em novas estratégias para manterem as vendas nos próximos meses. Nesta sexta-feira (20), os Correios divulgaram uma nova lista de países que estão com restrições  e suspensões de entregas postais por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Além de China e Estados Unidos, que já tinham suspendidos seus serviços postais nos dias dias 12 de fevereiro e 16 de março, respectivamente, mais 81 países adotaram a mesma medida. Outras três nações (Itália, Arábia Saudita e Hong Kong) estão com serviços restritos. A lista completa pode ser conferida no site dos Correios.

O e-commerce brasileiro deve enfrentar dificuldade com o estoque de mercadorias da área de eletrônicos e elétricos, já que os principais países produtores (EUA, Japão, China e Coreia do Sul) estão com os serviços postais suspensos.

Em comunicado na última quinta-feira (19), o presidente da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), Mauricio Salvador, lembrou que algumas lojas virtuais chegaram a registrar aumento de vendas desde o início da pandemia, mas alertou sobre a necessidade de preparo.

Nem todos estão preparados, pois algumas lojas virtuais já estão comunicando em seus sites, que há possibilidade de atrasos e substituição de produtos por conta de ruptura de estoques”.

Leia também: Sindicato entra na Justiça para que Correios suspendam atividades

Nesse sentido, o presidente recomenda negociar com fornecedores, para reduzir quebras de estoques, e manter atenção aos pronunciamentos oficiais e restrições de mobilidade que haverá nos centros urbanos.

Os Correios garantem que as postagens no Brasil seguem normalmente. Em comunicado na última quarta-feira (18), a empresa informou que  adotou medidas para minimizar os impactos da epidemia global no que se refere aos empregados e ao atendimento à população, sem que o os prazos sejam alterados.

Deixe seu comentário

2 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Todos dependem dos Correios. Sou funcionário e sei o tormento q todos estão passando. Ninguem quer ficar sem trabalhar mas, nós não temos segurança nenhuma. Posso estar levando contaminação a qualquer um cliente bem como estar sendo infectado por algum cliente. Desde que estejamos protegidos para aceitar a sua encomenda na agência ( não sei se quem postou poderia estar contaminado) até a manipulação dessas encomendas ( no meu caso) e até entregar para o cliente, a encomenda passou na mão de muita gente desprotegida. Pensem melhor. Nenhum funcionário dos Correios quer prejudicar ninguém mas, se olharmos só para o.nosso umbigo, fica difícil!

    Responder
  2. Oi, boa tarde! Eu fiz duas compras com vendedores diferentes nos dias 26 e 30 de Dezembro/2019, pelo rastreamento do Aliexpress os produtos já foram entregues a mim (o que não aconteceu) e no site dos Correios não aparece nenhuma informação usando os códigos de rastreios, nem no Ebank Track. Será que minhas compras realmente vão chegar porque já faz quase 6 meses que comprei. Se alguém puder ajudar ficarei muito grato. Obrigado!

    Responder

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.