Redação E-Commerce Brasil

Comércio eletrônico: pequenos negócios conseguem sobrevida em meio à pandemia

Quarta-feira, 08 de julho de 2020   Tempo de leitura: 4 minutos

Quase 60% (57,7%) das empresas pesquisadas no estado de Minas Gerais conseguiram aumentar as vendas com o comércio eletrônico durante a pandemia. É o que mostra a 4ª edição da pesquisa O impacto da pandemia do coronavírus nos pequenos negócios, realizada pelo Sebrae entre 29 de maio e 2 de junho, de acordo com informações do O Popular.

Comércio eletrônico

A pesquisa mostra que entre os 59% que vendem online em Minas Gerais, 45% disseram que já comercializavam pela internet antes da pandemia. E 14% começaram a vender online.

Principais ferramentas para vendas online:

  • WhatsApp: 84,3% dos entrevistados
  • Instagram: 55,2% dos entrevistados
  • Facebook: 48,2% dos entrevistados
  • Site próprio: 14,7% dos entrevistados
  • Vendas por telefone e aplicativos móveis (iFood, Uber Eats, Rappi, GetNinjas e outros): 7,9%

A pesquisa ouviu 481 empresas em Minas Gerais e 7.403 empresas no Brasil. O Popular informa que mais da metade (51%) da amostra do estado atua no setor do comércio, 40% em serviços, 4% na indústria e 3% na construção civil.

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.