Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Confiança é senha para o sucesso no e-commerce mundial

Quarta-feira, 04 de abril de 2018   Tempo de leitura: 3 minutos

As novas formas de consumo têm aberto portas para o comércio no Brasil, e esse é um dos motivos pelos quais o e-commerce brasileiro não para de crescer e as pessoas, cada vez mais conectadas, aumentarão em 85% suas interações com marcas por meio de canais móveis. Neste cenário –  em que os dados estão por toda parte e as lojas virtuais acabam se tornando alvos de criminosos que atuam na internet – a pergunta é: como impedir que os ataques interfiram no caminho de crescimento do e-commerce?

Para a ClearSale, especialista em análise de risco no setor, a confiança é a senha para o sucesso global. A empresa, que começou sua operação em 2011, entende que balancear o equilíbrio entre os principais indicadores – índice de aprovação, índice de fraude e o tempo de resposta para o consumidor final – é uma das soluções que o setor precisa, em conjunto com processos que possuem o foco na experiência do consumidor e a promoção da segurança do mercado como um todo.

Pedro Chiamulera, CEO da empresa, garante que a prevenção de fraude deixou de ser apenas uma vantagem competitiva e se tornou fator determinante na estratégia de e-commerce de empresas em todo o mundo. “O novo consumidor está cada vez mais digital, preza pela boa experiência de compra, necessita de uma resposta imediata e acima de tudo, deve confiar na loja. Lojas que são conhecidas por sofrer tentativas de fraude correm o risco de perder grande parte do seu público, por esse motivo o investimento em segurança antifraude é essencial para o sucesso de um empreendimento varejista” diz o executivo.

Entre as ferramentas de prevenção de fraude e técnicas mais conhecidas está o Behavior Analytics, conjunto de ferramentas composto por Fingerprint, Mapper e Profiler, que coletam informações do dispositivo que está sendo usado para diferenciar uma compra legítima de uma fraude a partir de comportamentos suspeitos na atividade de compra.

“Na ClearSale a detecção de uma fraude é uma combinação de bigdata, investigação detalhada e nosso grande diferencial, a avaliação realizada manualmente por nossos especialistas quando necessária. A união desses fatores fez com que a nossa média de chargeback seja de 0,34%” diz Chiamulera. No Brasil, de acordo com a pesquisa Global Online Fraud Panorama o índice de chargeback é de 3,55%.

Além do uso de ferramentas tecnológicas e big data, times especializados em fraude têm sido essenciais neste processo, pois conseguem analisar com profundidade algoritmos e dados em suas investigações. Chiamulera explica ainda que há um mito no mercado de que a análise manual demora, mas ela acontece em apenas 7,48% dos casos e pode ser feita com grandes volumes de informação.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.