Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Compra da varejista Máquina de Vendas está cada vez mais próxima

Segunda-feira, 11 de junho de 2018   Tempo de leitura: 1 minuto

Tudo indica que a varejista Máquina de Vendas, dona das redes Ricardo Eletro, Insinuante, City Lar, Eletro Shopping e Salfer, terá seu controle passado à Starboard, empresa de private equity. Ela negocia a compra após a Máquina de Vendas ter renegociado as dívidas com bancos no ano passado.

Uma “due diligence” (diligência prévia) foi iniciada no começo do ano e, ao que tudo indica, o prosseguimento das conversas depende somente da conclusão dessa avaliação. Resultado da fusão das empresas acima citadas, a Máquina de Vendas busca por um investidor para injetar recursos no negócio, que enfrenta dificuldades financeira já há alguns anos.

A falta de crédito reduziu muito o poder de negociação da rede junto aos fornecedores, principalmente em se tratando de equipamentos eletro-eletrônicos.

Muito provavelmente as conversas avançarão por parte dos bancos, já que são os donos da maior parte da dívida e têm envolvimento direto no dia a dia da companhia.

Em 2017, a dívida da rede chegou a R$ 1,5 bilhão entre os bancos Itaú, Bradesco, e Santander. Nessa restruturação, portanto, os bancos controlariam diretamente a empresa. Caso a operação seja concluída, espera-se da Starboard (além do pagamento da dívida) uma injeção de R$ 500 milhões no aumento de capital.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.