Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Como transformar sua empresa realizando a gestão de pessoas

Quarta-feira, 17 de julho de 2019   Tempo de leitura: 7 minutos

Em 2018 foi realizada uma pesquisa mundial com milhares de presidentes de grandes companhia. O tema: quais suas principais preocupações para 2019. A maioria apontou a transformação\revolução digital como principal questão. Segundo Ruy Shiozawa, CEO da Great Place to Work Brasil, no ano passado foi gasto cerca de US$ 1 trilhão de dólares em projetos de tecnologia. Apesar disso, 70% deles não funcionaram! O motivo: “a falta de as empresas trabalharem o lado humano dos colaboradores, como mindset e capacitação dos colaboradores”, apontou Ruy no palco do Fórum E-Commerce Brasil 2019.

Na ocasião, ele pontuou quatro pilares que devem ser levados em consideração. E você acompanha a partir de agora!

1 – Conhecendo os colaboradores

Qual o momento exato para olhar pros funcionários? Segundo Cinthia Santini, Consultora da GPTW que dividiu o palco com Ruy, isso deve ocorrer desde o primeiro dia! “Realizamos essa pesquisa no mundo todo. E, mesmo em empresas que se dizem as melhores para trabalhar, existem muitos funcionários que não estavam satisfeitos nas companhias”, disse.

Como fato principal estava o “ouvir as pessoas”. Como é a mobilidade para ela chegar na empresa? A empresa sabe onde ela mora? Afinal, se ela leva 2 horas pra chegar na loja seu desempenho já será comprometido. “É preciso se preocupar e pensar nas pessoas. Para ter uma ideia, 53% delas trocariam seus veículos pelo transporte se houvesse mais qualidade, por exemplo.

Quase a metade das pessoas entrevistadas optariam por ganhar menos se morassem perto do local — assim como abririam mão de benefícios por isso.

“Questionadas, afirmaram que trocariam 20% do salário se tivessem autonomia sobre a gestão do tempo. É preciso frisar que, consequentemente, o funcionário será mais produtivo se houver essa autonomia”, garante Ruy. Apesar do diagnóstico, Cinthia diz que 60% dessas empresas não se preocupam com esse assunto, apesar de afirmarem que “pessoas são mais importantes”.

O fato, segundo os especialistas, é que é preciso estimular que as pessoas tenham mais saúde, com transportes alternativos. Empresas Great places to work, aliás, já pensam em práticas sustentáveis. “Os jovens de hoje simplesmente não querem mais utilizar carros”. É preciso haver flexibilidade de horários. Nós achamos que não dá pra fazer isso, mas há 80 anos já havia esse modelo nas linhas de produção. É preciso sentar com os profissionais e saber o que elas querem”, completa Ruy.

2 – Espírito de colaboração

A base de uma empresa para ser um ótimo local de trabalho é a “confiança”. Muitos líderes acham que trabalhar de casa ou horário flexível é trabalhar menos, mas é o contrário. Eles precisam ter mais domínio do seu tempo. Não adianta deixar a vida pessoal do funcionário de lado. Ele vai reconhecer a sua empresa se houver esse reconhecimento, e vai te devolver isso com trabalho. Pessoas precisam ter orgulho do local onde trabalham, se sentirem vistas e respeitadas.

Estimular o ambiente colaborativo é essencial para uma empresa ter bons resultados. “Fizemos essa pesquisa como uma maneira de ouvir as pessoas. As empresas precisam fazer uma pesquisa nesse sentido, pois só colherão bons frutos”. Em uma relação de confiança ele não deixará de ser produtivo mesmo fora da empresa. Se o for, é papel da companhia demiti-lo. E do contrário (se não tiver essa flexibilidade) ele também se demitirá.

Anywhere/anytime

O callcenter da Gol foi um dos cases citados, onde já exste muitos colaboradores trabalhando de casa. “Aquelas 2 ou 4 horas de deslocamento do funcionário, hoje, está se convertendo em ‘vida’ a ele. As pessoas são muito mais responsáveis quando há confiança entre as partes. As relações funcionam assim, com confiança. E se ela for quebrada, acabou”, pontuou Ruy.

3 – Prepare a liderança da organização (ponto mais crítico onde há mais falhas)

Desenvolva pessoas que cuidarão de pessoas. Qualquer pessoa que exerça influência pode ser a líder. São essas que devem ser preparadas, sejam elas quais forem. É preciso desmistificar essa palavra “líder”. Ao estimular que isso é uma liderança dentro da empresa, você está separando ela dos demais. E resultará em um problema, pois você está deixando claro que os demais têm pouca ou nenhuma importância na companhia.

É preciso entender que as pessoas são normais, com suas qualidades e defeitos. Não existe uma formação para o cargo de líder. Qualquer empresa poder ser um Great places to work e qualquer pessoa pode ser líder, cada um com sua habilidade e experiência. É preciso provocar, dar espaço, dar autonomia para encontrar essa pessoas.

Práticas que estimulam isso

Às vezes as pessoas não querem dinheiro como reconhecimento. Às vezes é preciso apenas chamar essa pessoa e dizer, francamente, um agradecimento à ela. Chegar em cada equipe e pedir para destacar alguém da equipe que de um bom trabalho e, na reunião de diretoria, ligar para esse funcionário para um agradecimento pelo feito. Fazer isso de maneira aberta, com a participação de toda a diretoria. Dar os parabéns pelo trabalho feito. Isso é reconhecimento. É uma prática que não requer nenhum investimento e trará o maior benefício para a empresa.

É preciso estimular/preparar os líderes das empresas sobre a importância dessas práticas dentro da empresa. Talentos são retidos, clientes ficam gratos e o negócio prospera quando há investimento em pessoas.

4 – Cuide dos efeitos colaterais

Aqui, Ruy e Cinthia brincaram, dizendo que os “efeitos colaterais” promovidos por essa estratégia são todos positivos. “Você melhora o ambiente da sua empresa e os clientes ficarão mais felizes/satisfeitos. Se a empresa é boa de se trabahar, automaticamente haverá uma chuva de currículos de pessoas querendo trabalhar nela”, concluiu.

Por Giuliano Gonçalves, via E-Commerce Brasil.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.