Redação E-Commerce Brasil

Como se adaptar aos marketplaces nos próximos anos

Quarta-feira, 13 de Maio de 2020   Tempo de leitura: 2 minutos

Diante do atual cenário, com os imprevistos que balançaram o varejo como um todo, muitas empresas souberam se beneficiar disso. Entre as alternativas, o marketplace foi um dos canais que, segundo Rodolfo Helmbrech, Gestor Comercial da ANYMARKET, sustentaram as vendas. Se você pretende entrar nesses canais, ele trouxe no The future of e-commerce algumas dicas.

Mar vermelho

Uma das questões apresentadas por Helmbrech é que os marketplaces não só passaram pela crise, como estarão cada vez mais presentes no mercado. E um dos problemas em relação a isso é o que ele denomina de mar vermelho — trata-se do local onde estarão diversas lojas “medianas”, ou seja, as que serão mais do mesmo na plataforma. E é aí que mora o perigo. “Há marketplaces planejando sair de 3 mil sellers para 30 mil. Será imprescindível que o seller esteja atento e invista em melhorias para o seu negócio se destacar nesse cenário”.

Entre as principais sugestões, ele afirmou que trabalhar a logística de despacho em até 24 horas será comum num futuro recente. “Não pensar nisso agora pode levar o lojista a navegar nesse mar vermelho, pois logo isso será um pré-requisito”. O mesmo valerá para quem não oferecer uma diferenciação personalizada no catálogo de produtos, a fim de se destacar entre os demais.

Mudanças no marketplace

Não só os lojistas precisam se atentar ao futuro. Segundo Helmbrech, a experiência do seller deve ser otimizada pelo marketplace, a fim de evitar erros na outra ponta (clientes). Para minimizar as chances de problemas com os consumidores, as grandes plataformas terão de investir muito na automatização dos processos dos sellers. Se hoje o comprador já sabe que está comprando de uma loja dentro do marketplace, ele também reconhece de quem parte o erro no processo — o preferível, portanto, é eliminar qualquer ruído nesse processo.

“Hoje, mais de 95% dos brasileiros que consomem online já compram em marketplaces. O principal fator para ter sucesso nessas plataformas está relacionado à estrutura organizacional das empresas, que será cada vez mais específica para esses ambientes”, finalizou.

Confira a apresentação completa da palestra:

Por Giuliano Gonçalves, via redação do E-Commerce Brasil.

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.