Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Case Zaitt: Tecnologia que agiliza e ajuda empresa e consumidores

Terça-feira, 16 de julho de 2019   Tempo de leitura: 2 minutos

O Brasil é sede da primeira loja autônoma da América Latina, a Zaitt. Foi Rodrigo Miranda quem inovou a tecnologia varejista ao criá-la. Além disso, fundou, também, a Shipp Delivery, um app delivery de tudo, com logística integrada. Hoje, ocupa o cargo de executivo e membro do board em ambas empresas.

Por esse motivo, Rodrigo é um dos palestrantes do Fórum E-Commerce Brasil 2019. O CEO compartilhou com o portal E-Commerce Brasil alguns detalhes sobre o case Zaitt. Falou também sobre as principais tecnologias e desafios de sua aplicação nas lojas autônomas.

Case Zaitt

A primeira rede de supermercados autônomos da América Latina começou a operar em abril de 2016. Havia um mix de delivery de bebidas e uma loja física tradicional, com funcionários. “Após percebermos o crescimento de pedidos fora do horário comercial, vimos a necessidade de pensarmos em soluções”, disse Miranda.

“Foi aí que chegamos à conclusão da entrada de mais tecnologia na operação”, afirmou. Ele diz que não adiantava ter condições de atender uma demanda maior, como tantos outros players. “Com esse pensamento, chegamos ao formato de loja autônoma que temos hoje”.

Há uma variedade de tecnologias, de acordo com o CEO, que podem ser implementadas para uma loja autônoma acontecer. “De sensores de movimento 3D à balanças instaladas nas gôndolas para identificar a retirada dos produtos”, exemplifica. Na Zaitt são usadas diversas tecnologias.

Ele explica: “Uma delas é de QR Codes instalados nas portas de entrada e saída. Essa tecnologia libera o trânsito do consumidor a partir da conexão com o app”. Essa mesma tecnologia está presente nas etiquetas de cada produto. Por meio delas, o cliente pode colocar o item no carrinho virtual do app.

A companhia usa também a tecnologia RFID, que identifica os produtos nas mãos do cliente assim que ele sai da loja. Isso é possível por meio de sensores especiais, presentes no mesmo espaço e nas etiquetas dos produtos. O objetivo é eliminar a necessidade de colocar no carrinho virtual, via QR Code, aqueles itens que não forem consumidos dentro da loja.

E-commerce bem-sucedido

“A tecnologia é o meio que permite uma visão inovadora ser implementada nos negócios atuais”, diz Rodrigo Miranda. Ele acredita que abrir mão do uso das tecnologias (tanto no e-commerce quanto no varejo físico) é se colocar em posição de desvantagem em relação ao mercado.

Afinal, “o e-commerce tem se tornado cada vez mais desafiador e competitivo, já que não está restrito aos grandes players”, acrescenta. As micro e pequenas empresas tem encontrado cada vez mais facilidades e soluções para entrar no mundo do e-commerce.

Ou seja, a concorrência tem aumentado cada vez mais. “Além disso, temos, a cada dia, mais ferramentas novas que ajudam na atração/conversão dos e-commerces. Portanto, os gestores têm que se atualizar constantemente para não ficarem para trás”, conclui Miranda.

Por Rafael Chinaglia, da Redação E-Commerce Brasil.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.