Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Câmara prevê votação da PEC do comércio eletrônico

Terça-feira, 29 de abril de 2014

A Câmara dos Deputados planeja votar nesta semana a proposta de emenda à constituição sobre o comércio eletrônico. A PEC 197/12 foi originada no Senado Federal, mas com os deputados chegou-se a um acordo que prevê uma regra de transição ao novo sistema de cobrança do ICMS.

Pela proposta, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços será cobrado no destino das compras. Mas diante da resistência de estados que “perdem” com esse sistema – principalmente São Paulo, origem de quase 40% das compras feitas pela Internet no país – a adoção será escalonada.

Nas compras efetuadas por pessoas físicas, a transição prevê que em 2015, 20% do ICMS fica com o estado de destino, 80% na origem; 40%/60% em 2016; 60%/40% em 2017; 80%/20% em 2018; e 100% com o estado de destino a partir de 2019.

O valor do imposto a ser compartilhado entre os estados de origem e destino das mercadorias compradas à distância corresponde à diferença entre a alíquota interna e a interestadual. Segundo a Câmara, esse acordo foi firmado com unanimidade dos secretários de Fazenda, em 21/3.

A maioria dos estados tem alíquota interna de ICMS fixada em 17%, com exceção de São Paulo, Paraná e Minas Gerais, com 18%, e Rio de Janeiro, com 19%. As alíquotas interestaduais são 7% (estados do Sul e Sudeste, menos Espírito Santo) e 12%. Se aprovada com base nas modificações adotadas pela Câmara, a proposta deverá retornar ao Senado.

Por: Convergência Digital

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER