Redação E-Commerce Brasil

Bruxelas adota novas regras para evitar fraude fiscal no e-commerce

Quinta-feira, 05 de março de 2020   Tempo de leitura: 2 minutos

O Conselho Europeu adotou um conjunto de regras para facilitar a detecção da fraude fiscal nas transações de comércio eletrônico.

As novas medidas permitirão aos estados-membros recompilar os registos postos à disposição eletronicamente por todos os fornecedores de serviços de pagamentos, como os bancos. Além disso, será estabelecido um novo sistema eletrônico central para o armazenamento da informação de pagamento e para o seu posterior processamento por parte das autoridades fiscais nacionais.

Novas regras

As novas regras começarão a ser aplicadas no dia 1º de janeiro de 2024. Constam de dois textos legislativos, nomeadamente, uma emenda à diretiva do IVA — sigla para Value Added Tax ou Imposto sobre o Valor Acrescentado —, que estabelece os requisitos para que os fornecedores de serviços de pagamentos mantenham registos dos pagamentos transfronteiriços relacionados com o e-commerce. Em segundo lugar, modificações ao regulamento sobre cooperação administrativa no âmbito do IVA.

Os textos complementam o enquadramento legislativo do IVA para o comércio eletrônico, que entrou em vigor em janeiro deste ano e introduziu novas obrigações de IVA para os mercados online e simplificou as regras de cumprimento do imposto para as empresas online.

Leia também: Mais fraude e menos aprovação? Entenda o paradoxo no e-commerce da América Latina

As informações são do site Grande Consumo

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.