Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Brasileiro se sente seguro para comprar pela internet

Sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Dados da E-bit mostram que o e-commerce no Brasil cresceu 24% em 2014 e neste ano deve apresentar um aumento de 20% em relação ao ano passado. Sucesso que é explicado por fatores como o amadurecimento do setor, o aprimoramento dos sites e o consumidor, que passou a ter mais confiança e aproveitar os vários benefícios da compra pela internet, como praticidade, descontos, variedade de produtos, entre outras coisas.

Essa confiança do consumidor foi confirmada pela pesquisa Consumo Virtual no Brasil, divulgada no início deste mês pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas). O estudo revela que o brasileiro se sente mais seguro em relação às compras pela web.

O levantamento, realizado entre 5 e 8 de janeiro com 678 pessoas que usaram sites de vendas no ano passado, mostra que 9 entre 10 consumidores (93%) estão satisfeitos com esse tipo de consumo.

Mais dados

  • 93% dos consultados fazem compras pela internet há mais de três anos e buscam fornecedores que sejam consagrados no mercado;
  • Fatores como frete grátis (23%) e indicações de amigos e parentes (22%) são importantes para a escolha do site de vendas;
  • Os consumidores assíduos do e-commerce são mais escolarizados. A pesquisa mostra que 41% dos entrevistados têm pós-graduação e 34% pertencem às classes A e B. Por outro lado, a participação das classes C, D e E é significativa (52%) e deve crescer cada vez mais;
  • O acesso à internet para o consumo é feito ainda predominantemente por desktop (44%) ou por notebook (32%), mas o uso de meios móveis, como o smartphone, tem aumentado, chegando a 20%.

Campeões de venda

Em 2014, os itens mais comprados pela internet foram eletrônicos (61%), livros (47%), calçados (44%), roupas (42%) e eletrodomésticos (36%).

A pesquisa também constatou que os livros são os itens preferidos para aquisição nos próximos seis meses (52%), seguidos de eletrodomésticos (47%), passagens de avião, ônibus, trem ou navio (47%), reservas em hotéis ou pousadas (41%) e ingressos (40%).

O cartão de crédito é o principal meio de pagamento (78%), seguido pelo boleto bancário (54%).

Fonte: Stefanini

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.