Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Brasil é vanguarda na adoção de pagamentos digitais

Thursday, 02 de June de 2022   Read time: 6 minutes

À medida que o mundo adota as opções de pagamento digital em um ritmo vertiginoso, os países latino-americanos, incluindo o Brasil, normalmente ficam para trás na mudança de dinheiro para métodos alternativos de pagamento, incluindo carteiras digitais, códigos QR e outras opções de pagamento sem contato. Com pesquisas recentes indicando que o crescimento econômico é mais lento para sociedades dependentes de dinheiro do que para aquelas que migram para pagamentos digitais, a guerra contra o dinheiro na região está tendo maior precedência do que nunca. Ainda assim, desafios assustadores permanecem.

As pequenas e médias empresas no Brasil (SMBs) têm sido mal atendidas por bancos legados, deixando espaço para opções alternativas de pagamento a serem preenchidas, de acordo com Luis Silva, fundador e CEO do provedor de rede de pagamento CloudWalk . Mas à medida que a economia e os mercados do Brasil entram em uma nova era em que o processamento de pagamentos precisa estar na vanguarda, a necessidade de inovação ousada criou um nicho para empreendedores como Silva.

Embora a pandemia tenha desempenhado um papel importante na migração de consumidores dependentes de dinheiro para o mundo digital, muitos mercados latino-americanos ainda estão buscando mais adesão à digitalização para proteger o crescimento econômico. O México é um desses países que mostra um apetite crescente pela transformação digital, com sinais de forte aceleração digital acontecendo nos últimos dois anos.

Antes da pandemia, por exemplo, 93% da população mexicana usava dinheiro como principal meio de pagamento, mas no final de 2020 esse número era de 86%. Os consumidores mexicanos dependiam principalmente de cartões de débito para transações on-line, mas o uso de carteiras digitais e opções de pagamento por código QR aumentou à medida que a adoção de pagamentos digitais aumentou. Essa disposição de mudar as preferências de pagamento abriu as portas para novas oportunidades para inovadores no México.

Enquanto o México trabalha para construir seu sistema de pagamento os principais players estão avançando no país para agilizar o processo e incentivar a adoção de pagamentos digitais. Por exemplo, o Banxico, o Banco Central do México, anunciou recentemente que um peso digital estará disponível em 2024.

O objetivo do peso digital é fornecer aos cidadãos tokens de criptomoeda mais estáveis, manipulados em um repositório central para atender à crescente demanda por moeda digital e apoiar a inclusão financeira, permitindo que os consumidores transfiram pesos por meio de uma versão digital de dinheiro. Melhorar a inclusão financeira no México e continuar a afastar os cidadãos do dinheiro é a principal preocupação, pois os países latino-americanos percebem que, sem um impulso para a adoção digital, suas economias correm o risco de ficar para trás.

Demanda no Brasil e América Latina

Apesar das amplas mudanças de pagamento e restrições ao uso de dinheiro em meio à pandemia, os países latino-americanos hesitaram em adotar os pagamentos digitais de braços abertos. Relatórios sobre adoção digital no Brasil mostraram que cerca de um quarto dos banqueiros ainda evitam pagamentos móveis devido a preocupações de segurança ou incertezas sobre como o processo funciona. O Brasil certamente não estava sozinho nesse sentido, com outros países, incluindo o México, continuando a hesitar. Isso está mostrando sinais de mudança, no entanto, à medida que as tecnologias digitais chegaram à região e mais cidadãos obtêm acesso a elas – e decidem que nunca mais voltarão.

Leia também: Estudo: compras pelo smartphone via aplicativo só crescem no Brasil

Fonte: PYMNTS

Leave your comment

0 comments

Comments

Your email address will not be published.

Commenting as Anonymous

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER