Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Blockchain: aplicação no varejo e e-commerce pode crescer com regulamentação inteligente

Sexta-feira, 13 de maio de 2022   Tempo de leitura: 8 minutos

Como acontece com a maioria das novas tecnologias em fase de adoção inicial, as soluções blockchain também podem florescer apenas na estrutura regulatória correta. Para os setores de varejo e comércio eletrônico especificamente, as autoridades financeiras precisam elaborar diretrizes claras sobre como o blockchain pode ser utilizado. Sem essas diretrizes, empresas de todo o mundo ficarão relutantes em adotar soluções blockchain devido ao risco de ambiguidade legal.

Várias empresas multinacionais estão adotando ou se interessaram pela tecnologia blockchain no espaço de comércio eletrônico para aumentar sua segurança e rastrear suas cadeias de suprimentos. Nomes familiares como Amazon, Walmart, Ikea, Nestlé, Alibaba colaboraram com gigantes da tecnologia como IMB e Microsoft para explorar soluções blockchain.

Em termos de como as autoridades regulatórias podem dificultar ou ajudar as soluções blockchain no espaço de varejo e comércio eletrônico, a resposta depende do tipo e extensão das regulamentações.

Regulamentações sensatas que reduzem possíveis fraudes e mantêm os fornecedores nos mesmos padrões das empresas e mercados de pagamento tradicionais provavelmente acelerarão a adoção, pois as empresas não gostam de usar fornecedores não regulamentados.

“Mas se os regulamentos forem longe demais, eles diminuirão o apelo de usar essa tecnologia em primeiro lugar. As melhores regulamentações aproveitarão os benefícios exclusivos da tecnologia blockchain, como total transparência e a capacidade de automatizar atividades importantes para reduzir erros humanos e possíveis fraudes”. A afirmação é de Omid Malekan, professor da Columbia Business School e autor do livro The História do Blockchain, um guia para iniciantes sobre a tecnologia.

Os benefícios do blockchain, de acordo com Malekan, são pagamentos mais rápidos e baratos, principalmente para o comércio transfronteiriço. Soluções como stablecoins permitem que qualquer pessoa em qualquer lugar receba dólares que são liquidados quase que instantaneamente por centavos, um forte contraste com pagamentos baseados em cartão ou banco que podem levar dias para serem liquidados e envolvem altas taxas de furto.

“Por serem omni-ativos, os blockchains também permitem que os provedores de comércio eletrônico usem a mesma infraestrutura para enviar coisas como recompensas ou NFTs colecionáveis ​​diretamente para as carteiras de seus clientes”, diz.

Blockchain: benefícios

Espera-se que os setores de varejo e comércio eletrônico se beneficiem do blockchain devido ao potencial da tecnologia para fornecer acesso seguro e em tempo real aos dados, ou seja, a criação de uma cópia idêntica do livro-razão em toda a rede de computadores pode garantir a transparência e a responsabilidade dos dados.

“A capacidade de rastrear o status das remessas em tempo real beneficiará particularmente os varejistas. Eles terão informações sobre cada estágio da cadeia de suprimentos – desde a aquisição, envio até a entrega – e formularão medidas corretivas se houver um problema. Além disso, os dados do blockchain podem ser difíceis de alterar. Assim, os varejistas terão dados seguros e corretos”, disse Kunal Sawhney, CEO do Kalkine Group.

As oportunidades do blockchain são descobrir como integrar os trilhos de criptografia com os tradicionais de pagamento, usando coisas como cartões-presente e cartões de crédito virtuais. Também há oportunidades na integração de criptomoedas em soluções de PoS e na criação de carteiras de nível empresarial para comerciantes.

“Um grande desafio continua sendo que as taxas de transação on-chain para redes como Bitcoin e étereum permanecem altos, portanto, são necessárias soluções de camada 2, como a rede Lightning. Os comerciantes que desejam aceitar ativos digitais de qualquer tipo terão que ajustar como fazem sua contabilidade, impostos e reembolsos”, acrescentou Malekan.

Além de uma “moda”

Os reguladores devem garantir que o interesse dos consumidores ou usuários seja protegido, atingindo o equilíbrio certo na regulamentação quando se trata de varejo e comércio eletrônico pode potencialmente acelerar a adoção mais ampla de blockchains.

“Além do pagamento, também há gerenciamento e rastreabilidade da cadeia de suprimentos no espaço de varejo e comércio eletrônico. É aí que as soluções blockchain também podem ser totalmente utilizadas. No entanto, a regulamentação precisa estar em vigor para garantir que os dados enviados sejam seguros e compatíveis. Uma estrutura adequada precisa ser examinado e desenvolvido para construir as melhores experiências Web3 benéficas para os usuários finais”, disse Sandeep Nailwal, cofundador da Polygon Tecnologia.

Blockchain é uma palavra da moda nas indústrias tecnológicas em todo o mundo. No entanto, espera-se que o blockchain fortaleça e melhore muito o setor de comércio eletrônico. Tudo isso em termos de auxílio aos processos de negócios.

“Acreditamos que o blockchain será capaz de reduzir certos custos intermediários, aumentará a interoperabilidade de alguns contratos. Com a aplicação do blockchain, os obstáculos desnecessários que podem ter surgido por causa dos intermediários também podem ser aliviados”, disse Christian Velitchkov da Twiz IO.

Em última análise, tudo se resume à ação do governo – ou inação. Os governos, globalmente, devem elaborar regulamentos que apoiem um campo de atuação equitativo para todos, fornecer supervisão financeira, proteção ao cliente, regime tributário, resolução de conflitos, para citar alguns.

“Sem uma estrutura regulatória robusta, as oportunidades de blockchain podem permanecer inexploradas”, observou Sawhney.

Leia também: Criptomoedas e Blockchain: tecnologias podem transformar negócios 

Fonte: Forbes

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER