Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Black Friday tem aumento de 131,54% em tentativas de fraudes

Terça-feira, 14 de dezembro de 2021   Tempo de leitura: 3 minutos

Realizada na sexta-feira, dia 26 de novembro, a Black Friday registrou um crescimento de 131,54% no número de fraudes evitadas no e-commerce brasileiro, em comparação com o ano anterior. Os números configuram um aumento de 51.553 pedidos potencialmente fraudulentos em 2020 para 119.318 neste ano. Em termos financeiros, foram R$ 125,8 milhões em fraudes evitadas no varejo virtual em 2021, contra R$ 70,3 milhões no ano anterior – crescimento de 78,93%.

Os dados são do estudo realizado pela ClearSale, empresa especializada em soluções antifraude nos mais diversos segmentos, como e-commerce, mercado financeiro, vendas diretas e telecomunicações. O período analisado no comparativo é o de 25 a 29 de novembro.

Na análise do período entre 25 e 28 de novembro, no top 5 segmentos que geraram, respectivamente, maior número de fraudes evitadas neste ano estão: Automotivo, Ar-Condicionado, Ferramentas, Celular e Eletrônicos. Não muito diferente, em 2020 os responsáveis pela categoria foram: Celular, Eletrônicos, Automotivo, Ar-Condicionado e Informática.

Além disso, na Cyber Monday, que ocorreu na segunda-feira, 29, Eletrônicos, Celular, Bebidas, Automotivo e Ferramentas ocuparam a lista dos segmentos que tiveram o maior número de tentativas de fraudes este ano.

Em estudo pelo valor dos produtos, as categorias com maior índice de possíveis ações fraudulentas foram: Eletrônicos, Automotivo, Ar-Condicionado, Celular e Ferramentas. Enquanto no ano de 2020 a categoria foi composta por: Eletrônicos, Celular, Informática, Automotivo e Bebidas. Este ano, os segmentos de Eletrônicos, Automotivo, Bebidas, Celular e Ar-Condicionado apareceram na lista dos produtos de maior valoração com risco de fraudes na Cyber Monday.

Neste ano, também foram realizadas análises em outros segmentos no período da Black Friday e Cyber Monday. No mercado financeiro, por exemplo, o acumulado entre as datas, trouxe mais de 586 mil propostas (divididas entre crédito, aberturas de contas online, emissão de cartões etc), um crescimento de 30% em relação ao mesmo período do ano passado, com queda de 25% nas tentativas de fraude. Já em Telecom, houve um decréscimo com relação à quantidade de pedidos em cerca de 11%, o que impactou diretamente na tentativa de fraude evitada, que saiu de quase 7 mil em 2020 para pouco mais de 2.200 em 2021.

“Devido ao contexto de pandemia e isolamento social, as plataformas digitais estão sendo cada vez mais procuradas pelos brasileiros na hora das compras. No entanto, é importante se atentar aos criminosos que identificaram esse cenário como oportunidade para tentar fraudar as transações, principalmente na Black Friday, que muitas promoções são ofertadas e geram um tráfego de pessoas ainda maior”, comenta Omar Jarouche, Diretor de Marketing e Soluções.

Leia também: Fim de ano: ABComm projeta crescimento de 18% no comércio eletrônico

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER