Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

PMEs estimam aumentar em mais de 25% seu faturamento na Black Friday

Sexta-feira, 29 de outubro de 2021   Tempo de leitura: 7 minutos

A Black Friday, que já se consolidou como uma das datas mais importantes para o e-commerce brasileiro, promete ainda mais resultados positivos em 2021. A expectativa das PMEs (pequenas e médias empresas) que utilizam a plataforma da Nuvemshop é de que tenham um aumento de mais de 25% no faturamento, na comparação com o mês que antecede a Black Friday.

A data é fundamental para a saúde financeira dessas empresas: sete em cada dez lojistas afirmam que a Black Friday é importante para o faturamento. Os dados fazem parte do levantamento “Aquecimento Black Friday 2021”, realizado pela Nuvemshop.

O estudo, realizado com lojistas da plataforma em todo o Brasil, ressalta a importância da data para vendas desses empreendedores, especialmente neste segundo ano de Black Friday após a rápida digitalização do varejo. “Em 2020, tivemos a Black Friday mais digital da história, impulsionada pelo contexto de isolamento social. Com esse novo comportamento de compra do consumidor, que vem se repetindo ao longo deste ano, a expectativa é que o comércio eletrônico vivencie, novamente, um de seus melhores resultados”, afirma Guilherme Pedroso, Country Manager da Nuvemshop no Brasil.

Guilherme Pedroso, country manager da Nuvemshop. Imagem: Divulgação

Inclusive, como consequência desse movimento de transformação digital do comércio, uma das maiores particularidades da Black Friday deste ano é a alta presença de novos e-commerces. Cerca de 30% dos respondentes nunca viveram uma Black Friday com uma loja virtual antes, porque criaram seus sites há menos de um ano.

Ao todo, 71% dos entrevistados têm sua loja virtual há, no máximo, dois anos. “Vale lembrar que, na Black Friday do ano passado, a realidade de consumo já estava em rápida transformação, porque a população brasileira já vivia em isolamento social e o comércio físico não estava operando no mesmo ritmo”, reforça Pedroso.

Ações para atrair o consumidor

Outro fator importante para a Black Friday de 2021 será o investimento das PMEs em uma ampla variedade de ações promocionais, com o objetivo de se destacar no cenário de concorrência ainda mais acirrada. Essas ações podem englobar diversas estratégias, como descontos em produtos selecionados, cupons, brindes e condições especiais de frete para uma região ou para todo o Brasil. Em 2020, apenas 22,5% dos lojistas fizeram pelo menos três ações promocionais na Black Friday, enquanto, em 2021, 60% pretendem fazer no mínimo três ações.

Descontos em produtos selecionados serão, pelo segundo ano consecutivo, a principal forma de promoção para a data e serão oferecidos por mais de 60% dos lojistas. Outras estratégias de desconto, como cupons e kits de produtos com desconto, serão adotados por 58,5% e 34% dos lojistas, respectivamente.

Quase 60% dos respondentes da pesquisa pretendem realizar promoções por até uma semana. Outras ações oferecidas pelos comerciantes aos consumidores serão: brindes (37%), frete grátis para uma região específica (26%), frete grátis para todo o Brasil (24%) e promoções via e-mail marketing (21%).

“Durante a Black Friday, o preço é, sem dúvida, o que brilha aos olhos do consumidor. No entanto, nessas grandes datas para o comércio, o desconto é o que os clientes mais encontram. Por isso, diversificar as ações promocionais e oferecer mais opções podem atrair variados perfis de consumidores. Além disso, é importante ressaltar que o atendimento de excelência, a confiabilidade da plataforma e as diferentes formas de pagamento são pontos que contribuem para a decisão de compra e que podem diferenciar as PMEs de seus concorrentes”, reforça Pedroso.

Canais para divulgação das ofertas

Para as PMEs que têm loja virtual, as principais redes sociais utilizadas como canais de venda complementares ao e-commerce durante a Black Friday serão o Instagram (73%) e o WhatsApp (66%). “A combinação desses três meios de venda foi escolhida por 59% dos entrevistados e indica que os empreendedores estão apostando na diversificação de plataformas. A estratégia vai de encontro com a tendência de contato direto com o cliente, o que, para pequenos e médios empreendedores, é fundamental para a conquista e retenção dos consumidores – especialmente em datas agitadas para o comércio”, evidencia Pedroso.

As redes sociais também aparecem como fator de destaque no momento de divulgação das ações promocionais de PMEs com e-commerce. Para a Black Friday 2021, 77,5% dos lojistas disseram que vão investir em estratégia de marketing digital, com foco em anúncios nas redes sociais, Google Ads e influenciadores. Além disso, o Instagram aparece como a principal rede social escolhida para promover as ofertas e atrair os consumidores, sendo a opção de quase 96% dos entrevistados.

Preparação para a Black Friday

Em relação à preparação para a Black Friday, em geral, os empreendedores se sentem preparados. Apenas 14% afirmaram estar pouco ou nada preparados. Já em relação ao tempo de preparação, 72% dos lojistas relataram se preparar com, no mínimo, 15 dias de antecedência para a data, por meio da definição da estratégia, produtos, descontos e ações de marketing.

Leia também: Nuvemshop lança meio de pagamento próprio para PMEs

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER