Redação E-Commerce Brasil

Black Friday: pensando diferente o que todo mundo faz igual

Quinta-feira, 22 de julho de 2021   Tempo de leitura: 4 minutos

Planejar com antecedência, preparar estoque, testar formas de pagamento. Essas ações são tarefas de praxe para qualquer um que queira fazer uma boa Black Friday. Mas, para se destacar no meio de tanto e-commerce, é necessário pensar de forma diferente, segundo Alessandro Gil, diretor de omnichannel, e-commerce e marketplace da Linx Digital.

“O e-commerce sozinho não vai sobreviver, tem que garantir a melhor experiência possível sempre. Black Friday, basicamente, é vender com margens que nem sempre são as melhores. É bem comum categorias entregarem prejuízo para garantir resultado de receitas, mas será que estamos fazendo tudo o que podemos para garantir lucratividade no negócio? Será que estamos usando a nossa criatividade da maneira correta?”, provocou durante o Big Solution – Black Friday, nesta quinta-feira (22).

Planejamento da Black Friday

“Não é do dia para a noite que se faz uma boa Black Friday, tem que pensar com antecedência. Sem planejamento, as chances de colher bons resultados são menores. Por questões óbvias, a BF não é um evento de um dia só. Na sexta, se colhe mais resultado, mas quem faz direito aproveita o mês todo para cativar o consumidor e extrair ao máximo as ofertas”, explica Gil.

Loja física

“Se você tem loja física, aproveita a omnicanalidade. Mesmo na pandemia, as pessoas continuam buscando retirar em loja. Use a loja como ponto de retirada e aproveite para vender algum item adicional”, ensina.

Além de ponto de retirada, as lojas físicas podem ser tornar pequenos centros de distribuição, segundo Gil. “O estoque da loja pode funcionar não só para atender aquele local, mas para atender o cliente da região que compra no online”, afirma.

Produtos mais procurados

Outra dica do especialista é olhar as promoções que façam sentido ao consumidor. “Ano passado, um dos itens mais procurados foi material esportivo para se exercitar em casa, mas a conversão não cresceu na mesma proporção”, alerta.

Uso de aplicativos e mobile

De acordo com Gil, ações exclusivas em aplicativos são outra forma de atrair o público. “No ano passado, a participação de apps na BF foi de 19%”, diz.

Crie mini metas da Black Friday

Espalhe as promoções

“Com as promoções sendo feitas no mesmo, eventualmente, pode-se perder consumidor com fluxo diferente de compra. Toda vez que se consegue jogar as promoções ao longo do mês, da semana ou em horários diferentes na própria sexta-feira, cria-se uma busca do tesouro das promoções. As chances de o consumidor voltar no seu site são bem maiores e você não gasta todo o seu arsenal num único horário”, conta.

“Outro ponto é testar modelos de promoções, como produto vinculado a outro, tipo dar desconto no tênis, se comprar as meias junto. É testar o tempo todo esses modelos para entender qual funciona melhor”, ensina.

O E-Commerce Big Solutions – Black Friday acontece nos dias 20, 21 e 22. As inscrições gratuitas seguem abertas durante todos os dias do evento.

Leia também: Confira produtos-chave para planejar uma Black Friday de sucesso

Por Dinalva Fernandes, da redação do E-Commerce Brasil

Big Solutions – Black Friday | Black Friday: pensando diferente o que todo mundo faz igual from E-Commerce Brasil

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.