Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Black Friday 2021: atraso na entrega é a principal reclamação até agora, diz Reclame AQUI

Sexta-feira, 26 de novembro de 2021   Tempo de leitura: 4 minutos

Desde o início do monitoramento do Reclame AQUI, às 12h de quarta-feira (24/11), até as 6h desta sexta-feira (26/11), data oficial do evento, os consumidores já registraram 5.678 reclamações na Black Friday 2021. As informações são do Reclame AQUI.

O volume é 17% maior que o mesmo período da edição de 2020. Para se ter uma ideia, o site tem registrado uma média de mais de 138 reclamações por hora apenas sobre Black Friday este ano.

Assim como na edição de 2020, grandes e-commerces figuram no ranking de empresas mais reclamadas. As “novidades” de 2021 ficam por conta dos estreantes Amazon e Etna Home Store.

Já no ranking de produtos mais reclamados pelos consumidores, este ano, livros, pontos e milhas aparecem pela primeira vez. Nesse sentido, pontos e milhas sinalizam um aquecimento no setor de viagens para as primeiras férias após a vacinação. E o surgimento de produtos de consumo como shampoo, perfume e itens de hipermercados aponta para uma Black Friday em que consumidores buscam reduzir seu custo mensal mais do que aproveitar ofertas em relação a bens duráveis.

Black Friday da mercearia

“Estamos vivendo a Black Friday da mercearia, o que deixa claro o momento inflacionário e difícil para as empresas e ainda mais para o consumidor. Itens de mercearia e higiene, por exemplo, são os únicos que restaram aos consumidores para buscar descontos reais, mostrando o momento contundente de inflação. De um lado estão as empresas sem conseguir fazer promoções, e do outro, os consumidores sem dinheiro”, analisa o CEO do Reclame AQUI, Edu Neves.

Analisado em conjunto, o top 10 de produtos mais reclamados de 2021 mostra itens de menor volume e peso em relação ao que tradicionalmente aparece nas Back Fridays. Isso tem relação com um período de menor renda dos consumidores, mas também de ofertas com entregas rápidas oferecidas pelas lojas online. Ou seja, produtos que podem, por exemplo, ser entregues de moto no mesmo dia.

Lojista não vende, consumidor não compra

Neves ainda analisa que “a vida está mais dura para o consumidor na Black Friday este ano, já que as empresas não têm divulgado a variação de preço nos produtos, sobrou para o consumidor tem que ir atrás desse histórico de preço para poder avaliar se ele está vendo uma promoção de verdade”.

O Reclame AQUI é muito usado não só para reclamar, mas para consulta de reputação das empresas, o que é especialmente importante num período em que as pessoas são mais sensíveis ao preço. Essas consultas também cresceram cerca de 15% em relação ao ano passado.

Confira o primeiro balanço do Reclame AQUI da Black Friday 2021:

Empresas com mais reclamações:

  • Americanas Marketplace: 272
  • Amazon: 262
  • Magazine Luiza (loja online): 146
  • Americanas (loja online) 139
  • Carrefour (loja online): 128
  • Etna Home Store: 121
  • Mercado Livre: 85
  • Casas Bahia (loja online): 77
  • iFood: 69
  • KaBum: 69
  • Produtos que geraram mais reclamações:

  • Smartphones: 8,08% das reclamações
  • Serviços de entregas: 5,48%
  • Tênis: 4,14%
  • Cartão de crédito 3,34%
  • Livros 2,84%
  • Principais problemas registrados pelos consumidores:

  • Atraso na entrega: 20,88% das reclamações
  • Propaganda enganosa: 16,59%
  • Estorno do valor pago: 8,82%
  • Produto errado: 6,15%
  • Problemas na finalização da compra: 5,99%
  • Fonte: Reclame AQUI.

    Leia também: Logística na Black Friday: como Correios e transportadoras se preparam para a data.

    Deixe seu comentário

    0 comentários

    Comentários

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Comentando como Anônimo

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER