Redação E-Commerce Brasil

BC libera testes de pagamento com WhatsApp, mas etapa não implica em autorização

Terça-feira, 04 de agosto de 2020   Tempo de leitura: 5 minutos

O Banco Central liberou que instituições financeiras façam testes de pagamentos com uso do WhatsApp, serviço de mensageria do Facebook, afirmaram as bandeiras de cartões Mastercard e Visa. No entanto, o BC ressaltou que os testes não implicam em autorização.

“A funcionalidade ficará liberada apenas para um grupo limitado de cartões que realizarão transações de baixo valor”, afirmou a Mastercard. A empresa afirmou ainda que, enquanto aguarda a definição oficial da autarquia, “segue contribuindo com o regulador para que o serviço seja liberado para o consumidor final”.

A Visa afirmou que também recebeu a autorização do BC para testes com WhatsApp, mas não para operação comercial. “Acreditamos que esse é um passo importante para continuar aperfeiçoando esse modelo de pagamento e inserir mais parceiros no projeto”, afirmou a Visa em comunicado.

BC ainda não autoriza serviço

Em nota divulgada na segunda-feira (3), o Banco Central ressaltou que os testes de pagamentos com uso do Whatsapp, aplicativo do Facebook, não implicam autorização da autoridade monetária.

“Os testes não implicam autorização do BC, nem tampouco sinalizam decisão final nesse sentido, a qual, reiteramos, deve ser concedida tão logo sejam percorridos os trâmites do processo de autorização”.

“Os testes não fazem parte do processo formal de análise do pedido das empresas para operar a referida solução de pagamentos, o qual continua sendo analisado conforme os procedimentos e prazos-padrão utilizados com outros pleitos”, completou.

O BC explicou que, no caso da Visa, informou à empresa que não há impedimento para a realização dos testes solicitados, mas esses testes não podem envolver a realização de qualquer transação real com usuários e não podem movimentar valores reais em qualquer montante.

Já em relação à Mastercard, o BC explicou que ainda não houve manifestação sobre questionamentos feitos pela bandeira, “o que deverá acontecer nos próximos dias, seguindo a mesma racionalidade de pedidos de mesmo teor”.

De acordo com a nota, o BC pretende concluir a análise o mais rápido possível, de modo a logo recepcionar os novos participantes no sistema de pagamentos, com a devida segurança relativa a uma saudável competição e segurança de dados dos usuários

“(O BC) considera um importante avanço o início dos testes e dá boas-vindas a todos os arranjos que desejarem seguir esse caminho”, disse.

WhatsApp Pay no Brasil

O WhatsApp anunciou em 15 de junho que seus usuários poderiam fazer pagamentos por meio do aplicativo, numa parceria que também incluía Banco do Brasil e a empresa de meios de pagamentos Cielo.

Mas dias depois o BC mandou as bandeiras de cartões Visa e Mastercard suspenderem o uso do aplicativo para pagamentos e transferências com o WhatsApp enquanto avalia eventuais riscos para o Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB).

Na semana passada, o diretor do BC João Manoel Pinho de Mello afirmou que a autoridade monetária autorizará pagamentos por meio do Whatsapp, caso entenda que o mecanismo está ao alcance de todos os participantes do mercado.

No começo desta semana, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) pediu à Cielo e ao Facebook esclarecimentos sobre um sistema de pagamentos via Whatsapp.

A Cielo afirmou na sexta-feira (31) que não recebeu do BC nenhum comunicado a respeito de uma autorização para testes.

O WhatsApp afirmou que não vai comentar o assunto.

Leia também: Banco Central acerta aprovar WhatsApp, mas serviço precisa ser seguro e aberto

As informações são da Reuters

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.