Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Amazon vai deixar de operar marketplace na China

Quinta-feira, 18 de abril de 2019   Tempo de leitura: 2 minutos

A Amazon informou, nesta quinta-feira (18), que deixará de vender produtos chineses no seu marketplace na China. A partir de 18 de julho, a gigante do e-commerce disponibilizará apenas itens de fora do país no site.

“Estamos notificando vendedores que não vamos mais operar o marketplace na Amazon.cn nem vamos oferecer serviços ao seller [nesse site]”, afirmou a empresa em nota, sem explicar as razões pelas quais decidiu sair do mercado chinês.

Porém, sabe-se que a força dos players locais é imensa. O principal concorrente dos americanos no país é o Tmall, controlado pelo líder Alibaba.

A Amazon entrou na China há 15 anos, quando adquiriu um e-commerce de livros, mas tem enfrentado dificuldades para competir internamente. Pesquisas indicam que o market share da empresa na China era minúsculo quando comparado com os rivais.

“Existe muita concorrência doméstica, e falta à Amazon o tipo de reconhecimento de marca que Tmall ou JD.com têm”, avaliou Ben Cavender, analista na China Market Research Group, para a CNN. “Isso deixa a Amazon em uma posição na qual precisa gastar muito dinheiro para captar clientes ao mesmo em que compete agressivamente por preço com múltiplos players fortes”, completou.

Com informações da CNN

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. Um dos motivos pode ser o Compliance da Amazon em relação à direitos autorais e proteção de marca. Sabe-se que a venda de produtos falsificados na China é alto. Muitos deles são vendidos via market place.

    Responder

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.