Redação E-Commerce Brasil

Amazon promete medir temperatura de funcionários em armazéns nos EUA

Sexta-feira, 03 de abril de 2020   Tempo de leitura: 1 minuto

A Amazon prometeu novas medidas protetivas para funcionários que trabalham em armazéns e centros de distribuição nos Estados Unidos. A medida foi tomada depois que trabalhadores ameaçaram fazer protestos, pedindo por maior segurança em meio à pandemia de coronavírus, segundo a agência Reuters.

No novo sistema, que deve ser implementado a partir da semana que vem, trabalhadores vão receber máscaras enquanto estão nas dependências da empresa e terão a temperatura checada na entrada — qualquer pessoa que tiver 38°C será mandada para casa.

A empresa também irá usar algoritmos para analisar vídeos dos armazéns e assegurar que os funcionários estão mantendo distâncias apropriadas uns dos outros.

Aumento de insatisfações

De acordo com o portal americano The Verge, insatisfações aumentaram depois que a administração de um centro de distribuição em Detroit, no estado do Michigan, não informou apropriadamente o primeiro caso de Covid-19 no local. A direção também teria agido com lentidão para notificar os trabalhadores de um segundo caso no mesmo lugar.

Em março, a empresa fechou um pequeno armazém em Nova York, depois que um funcionário foi testado como positivo para a doença.

As informações são do G1

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.