Logo E-Commerce Brasil

Amazon mira produção de diamantes artificiais para rede de computadores

Por: Lucas Kina

Jornalista e repórter do E-Commerce Brasil

A Amazon oficializou uma parceria com uma unidade do De Beers Group para produção de diamantes artificiais. De acordo com a companhia, a ideia é que a produção sob medida da matéria-prima auxilie na construção de novas soluções de transmissões de dados em longa distância.

O desenvolvimento dos diamantes será feito pela Element Six, divisão da De Beers, com a Center for Quantum Networking, empresa abaixo do guarda-chuva da Amazon Web Services. O material, por sua vez, seria parte de um componente que permite a transmissão de dados com maior alcance e sem interrupções.

Amazon
(Foto: Unsplash)

“Queremos produzir essas redes para a AWS”, disse Antia Lamas-Linares, que dirige o Center for Quantum Networking. Ela estima que a tecnologia poderia ser usada dentro de “anos, em vez de décadas”.

A Amazon processa uma grande parte da computação e do armazenamento de informações do mundo, por isso quer se manter no topo de qualquer tecnologia que possa lhe dar vantagem sobre rivais como Microsoft e Google, controlado pela Alphabet.

Para a Element Six, a esperança é encontrar uma nova aplicação para os diamantes industriais, que são valorizados por sua solidez e capacidade de funcionar como lentes. Usá-los na computação quântica – uma tecnologia nascente que promete tornar os dados mais seguros – pode ser uma grande oportunidade.

O uso generalizado de redes quânticas exigiria um volume enorme de componentes, incluindo diamantes especializados. A Element Six abriu recentemente uma fábrica em Oregon capaz de produzir até 2 milhões de unidades desse componente por ano, por meio de uma técnica chamada deposição química de vapor.