Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

EUA: Amazon alerta usuários sobre perigos na plataforma Honey do PayPal

Segunda-feira, 13 de janeiro de 2020   Tempo de leitura: 7 minutos

A PayPal fez uma grande aposta em novembro com a aquisição da Honey, por US $ 4 bilhões. Trata-se de uma extensão de navegador da web que ajuda os compradores online a encontrarem os preços mais baixos. Seria um cenário promissor para o consumidor, mas a Amazon.com está avisando seus clientes para não usarem a ferramenta.

Pouco antes do Natal, a Amazon disse que Honey representava um risco à segurança, relatado na quinta-feira pela Wired. O aviso deixou perplexos alguns especialistas em compras online, já que a ferramenta está disponível há vários anos e o marketplace não faz avisos semelhantes sobre outras extensões de navegador.

Concorrente desleal

“A luta da Amazon contra Honey, deixando uma dúzia de outras ferramentas continuar, é confusa”, disse Juozas Kaziukenas, fundador da empresa de pesquisa de comércio eletrônico de Nova York Marketplace Pulse. “Não compro a mensagem de risco à segurança deles. Eles só querem que o Honey e o PayPal sejam esmagados”.

Não há amor perdido entre a Amazon e o PayPal, que resultou do concorrente de comércio eletrônico EBay em 2015. A companhia possui seu próprio serviço de pagamentos online que concorre com o PayPal e não permite pagamentos com PayPal em seu site.

Os executivos do PayPal ficaram surpresos com o aviso da Amazon sobre a Honey e estão se comunicando com a empresa para resolvê-lo, de acordo com uma pessoa familiarizada com a situação, que pediu anonimato para discutir um assunto interno.

Uma possibilidade para o PayPal: alertar os reguladores federais antitruste, já que o aviso do Honey poderia ser interpretado como Amazon usando seu tamanho e influência para prejudicar um concorrente. Os reguladores incentivaram os rivais da Amazon a fornecer informações sobre possíveis práticas anticoncorrenciais.

Se o PayPal considerar que o aviso da Amazon é injustificado, ele poderá acusar a Amazon de práticas enganosas, exigindo que a empresa explique por quê o fez.

“À medida que os mercados se tornam mais concentrados e as empresas crescem, estamos vendo mais tentativas de proteger posições de mercado e eliminar rivais através de práticas enganosas”, disse Diana Moss, presidente do American Antitrust Institute.

Alerta antes do Natal

Pouco antes do Natal, começaram a aparecer banners na Amazon, que pediam aos compradores que fossem cautelosos ao usar o Honey, chamando de “um risco à segurança” e “para manter seus dados privados e seguros, desinstalar esta extensão imediatamente”.

“Nossa extensão não é — e nunca foi — um risco à segurança e é segura de usar”, disse um porta-voz da Honey. “Temos uma equipe dedicada a garantir a segurança das informações de nossos usuários e regularmente contratamos empresas especializadas em segurança de terceiros para avaliar nossas proteções de segurança. Se um pesquisador individual ou independente entrar em contato conosco sobre uma possível vulnerabilidade, nos envolveremos com essa pessoa para entender e solucionar o problema (se houver). ”

A Honey, com sede em Los Angeles, tem mais de 17 milhões de usuários, que usam a extensão para economizar dinheiro na Amazon e em outros varejistas online.

Os compradores da Amazon que usam Honey podem estar menos inclinados a seguir as sugestões da Amazon, que nem sempre direcionam os compradores para o produto com preço mais baixo, pois ele considera outros fatores, como a velocidade de envio.

O uso de Honey poderia minar o próprio algoritmo da Amazon, diminuindo o poder de sugestão da empresa sobre seus compradores. A Amazon foi acusada de favorecer seus próprios produtos sobre os concorrentes, que a empresa contesta.

Em uma declaração por e-mail, uma porta-voz da Amazon disse: “nosso objetivo é alertar os clientes sobre extensões de navegador que coletam dados pessoais de compras sem seu conhecimento ou consentimento, como nome do cliente, endereço de entrega e/ou cobrança e método de pagamento na página de checkout”.

Originalmente publicado em: Boomblerg.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.