Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Alibaba e Hollywood: o e-commerce chegou ao Oscar

Terça-feira, 26 de fevereiro de 2019   Tempo de leitura: 3 minutos

O e-commerce chegou a Hollywood. Inclusive na noite do último domingo (24), durante a premiação mais esperada do cinema, o Oscar.

“Green Book”, eleito o melhor filme, foi produzido, em parceria com outras duas empresas, pela Alibaba Pictures, braço da gigante chinesa que acabou abocanhando um prêmio tradicionalmente americano.

Além da estatueta principal, Green Book também levou as categorias melhor roteiro original e melhor ator coadjuvante.

O prêmio marca uma vitória da Alibaba Pictures, companhia responsável pelo financiamento e produção na indústria cinematográfica. “Apesar de sermos relativamente novos no mercado de Hollywood, temos um histórico de escolher projetos de qualidade, que não só apresentam alto valor de entretenimento mas também mensagens positivas nas quais acreditamos”, afirmou Wei Zhang, presidente da Alibaba Pictures.

“Estamos honrados em cofinanciar este filme vencedor do Oscar e apresentá-lo ao público chinês”, completou.

Green Book, filme cofinanciado pela Alibaba Picures, levou principal prêmio do Oscar
Green Book, filme cofinanciado pela Alibaba Picures, levou principal prêmio do Oscar

E-commerce como plataforma de divulgação

A empresa nasceu em 2014 e, há três anos, apesar de pertencer à gigante do e-commerce na Ásia, estabeleceu seus escritórios em Pasadena, na California.

Não foi a primeira investida da Alibaba Pictures no mundo das produções americanas, entretanto. A empresa foi uma das principais promotoras de “Missão Impossível: Efeito Fallout”, da Paramount Pictures. O marketplace chinês Taobao, o serviço de streaming Youku e a carteira virtual Alipay foram algumas das plataformas da empresa para divulgar o filme no seu ecossistema.

Recentemente, a empresa foi responsável também por promover o último thriller de James Cameron, “Alita”, na sua plataforma de bilheteria online, Taopiaopiao.

Segundo relatório da Ampere Analysis, o mercado chinês de consumo de filmes deve ultrapassar o americano em 2022.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.