Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Alibaba e Argentina fecham acordo comercial para impulsionar e-commerce

Quarta-feira, 17 de maio de 2017   Tempo de leitura: 4 minutos

O grupo Alibaba, um dos maiores players de e-commerce do mundo, anunciou uma parceria com o governo argentino para “construir novas parcerias de comércio”, principalmente em relação a vinhos e alimentos frescos. A assinatura do acordo, oficializada na primeira semana de maio, vai possibilitar a venda desses produtos na plataforma da empresa chinesa.

“Esse acordo fortalece as relações entre Argentina e China”, afirmou Michael Evans, presidente do Grupo Alibaba. “A Argentina produz alguns dos melhores vinhos e comida no mundo. Consumidores chineses têm um apetite crescente por comprar alimentos frescos e produtos de qualidade internacional. Os maiores beneficiários serão os mercados, especialmente pequenas e médias empresas, que terão acesso sem precedentes a oportunidades de negócio cross-border por meio do Alibaba”, completou o chefe do e-commerce.

Jack Ma (à esqueda), fundador do Alibaba, se encontra com presidente Mauricio Macri. Foto: Divulgação/Alibaba

Juan Pablo Tripodi, vice-presidente de Comércio Exterior da Agência de Promoção de Comércio e Investimento da Argentina, também comemorou a assinatura do documento. “Essa parceria é um grande passo para o país no seu caminho de se tornar um “supermercado do mundo”, e é parte da missão que estamos colocando em prática de trazer a pequenas e médias empresas da Argentina melhores oportunidades de negócio e maior competitividade global”, disse.

Hoje, a Argentina é o quinto maior produtor de itens agrícolas no mundo, particularmente por conta das conhecidas províncias de Mendoza, San Juan e La Rioja. Com o acordo, as plataformas do Alibaba serão desenhadas como canais oficiais do governo argentino, que vai providenciar suporte online e offline para empresas do país exportarem vinho à China. Esses canais serão fortalecidos por meio de campanhas para aumentar o conhecimento sobre a cultura do vinho do país latino e facilitar o relacionamento entre mercados em diferentes localidades.

Por outro lado, a China tem aumentado cada vez mais o consumo de vinho – embora ainda esteja atrás de grandes públicos, como França e Estados Unidos. Mas existe espaço para um futuro aumento substancial, e é nessa possibilidade que tanto o governo quanto o Alibaba apostam suas fichas.

A parceria com o e-commerce ainda vai promover a exportação e marketing de comida fresca e produtos agrícolas na China, como a carne argentina, frango e frutos do mar

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.