Acesso rápido

Vida Pós-Black Friday: como manter o dinheiro que você ganhou?

por Stefan Rehm Quinta-feira, 31 de outubro de 2019   Tempo de leitura: 6 minutos

Muitos sellers passam pela Black Friday com o sorriso no rosto, como quem diz “Estourei de vender!”. O “porém” é que a festa de promoções termina e chega o momento da conciliação. E é nessa etapa que o seller percebe se realmente vendeu bem ou se estourou de prejuízo.

Para te ajudar a ter uma pós Black Friday livre de caos, aqui está um miniguia completo com alguns cuidados que você precisa tomar desde agora.

Produtos: escolha agora para não sofrer lá na frente

O seu mix de produtos pode ser um grande trunfo para negociar melhores taxas. É hora de girar estoque, pois produto parado é um prejuízo perigoso! Seja estratégico e escolha itens que precisam abrir espaço e promovam a venda dos produtos principais.

Regras de comissionamento: não perca os percentuais de vista

Este é um dos pontos mais vitais para fugir do prejuízo após a Black Friday, pois as regras de comissionamento impactam diretamente a sua conciliação lá na frente. Um detalhe importantíssimo é avaliar se você vai participar de promoções com comissionamento diferenciado.

Logística reversa de pós-venda é um diferencial na experiência de compra

Dados de uma pesquisa realizada pela Ebit mostram que 92% dos consumidores acabam realizando uma recompra em e-commerces que oferecem um processo de devolução simplificado.

Uma devolução é resultado de uma frustração. Por isso é necessário simplificar e ser flexível, o que pode acabar sendo entendido pelos consumidores como um diferencial. Para isso, é possível adotar estratégias para que seus custos sejam mitigados:

• Boa descrição e visualização dos produtos;

• Atente-se às mercadorias com altos índices de devolução (vale à pena continuar comercializando-os?);

• Descontinue parcerias com fornecedores que apresentem altos índices de produtos com avarias;

• Consolide parcerias com as transportadoras especializadas a fim de aprimorar e agilizar o transporte;

• Saiba os motivos das trocas e devoluções da sua loja;

• Ofereça a embalagem para o retorno do produto;

• Tenha uma política de trocas e devoluções clara e de fácil visualização para os seus consumidores;

• Ofereça a possibilidade de trocas e devoluções em diferentes canais;

• Disponibilize uma equipe específica para cuidar do recebimento dos produtos devolvidos e realizar a avaliação e liberação de crédito com rapidez;

• Transforme a devolução em uma oportunidade de venda, oferecendo descontos ou a gratuidade do frete em uma próxima compra, por exemplo;

• Disponibilize um formulário de feedback para avaliar o nível de satisfação dos seus compradores;

• Se possível, disponibilize entregas reversas com horário agendado.

Pós-venda: hora de conquistar os novos clientes

Pensando na pós-Black Friday, é indispensável que você peça um follow-up (avaliação da compra) para saber como anda sua operação em datas de pico. Isso também fará seu consumidor se sentir ouvido.

Um agradecimento pela compra sempre cai bem também. Além disso, aproveite o momento para recomendar produtos similares! Com os dados deixados na compra da Black Friday você pode testar suas estratégias de up-selling e cross-selling.

Para os clientes que sempre compram e compraram novamente na sua Black Friday, ofereça um brinde para melhorar ainda mais esse relacionamento!

Um pós-venda bem executado significa retorno do investimento e menos probabilidade de logística reversa.

Conciliação: a hora de enxergar o lucro

É na conciliação que você vai descobrir se a sua Black Friday foi rentável de verdade.

Você pode analisar os dados usando planilhas, validando pedido a pedido, regra a regra, lançamento sobre lançamento.

Muitas empresas utilizam desse tipo de conciliação para entender suas despesas reais durante aquele período de venda, processo que muitas vezes é complicado e moroso, porém necessário para seu negócio seguir saudável.

Hoje, para felicidade dos financeiros, existem soluções automáticas que podem ajudar nessa conciliação. Permitem, assim, a configuração de cada regra, em cada marketplace, de acordo com o contrato do cliente, facilitando, agilizando e garantindo mais segurança no processo, poupando um tempo valioso do seu time.

Vender é legal, mas vender com rentabilidade é muito melhor!

Contribuiu para esse conteúdo Luis Guilherme de Castro Gomes, Sales Specialist do Koncilia que atua há 10 anos na área de vendas e marketing.


Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo! Quer fazer parte do time de articulistas do portal? Tem alguma sugestão ou crítica? Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.