Acesso rápido

O que você precisa saber para vender móvel e decoração pela internet

por Leandro Marcato Quinta-feira, 13 de setembro de 2018   Tempo de leitura: 3 minutos

Sabemos que atualmente uma das categorias que mais cresce no e-commerce brasileiro é a de Casa e Decoração. Isso se dá pelo fato do consumidor cada vez mais ter acesso à informação e querer ele mesmo realizar a reforma residencial, algo já conhecido em outros mercados como “Do it yourself” ou em português “faça você mesmo”.

Mas o sistema logístico brasileiro está preparado para isso? Certamente não! Para isso, listei abaixo um pouco do que já aprendemos durante esses 3 anos aqui na Veromobili.

1 – Produto desmontado e facilidade de montagem

A preocupação de como esse móvel será enviado para consumidor deve ser um dos primeiros conceitos levantados pelo Designer na hora de desenvolver o produto. Aqui, quase todos os nossos móveis vão desmontados para o cliente e, junto, enviamos um Manual de Montagem bem detalhado, além de uma chave Philips para o cliente realizar a montagem com a ferramenta adequada.

Disponibilize o Manual de Montagem na página de cada produto para que o cliente baixe e entenda o grau de dificuldade. Deixe claro na página de produto que a peça é enviada desmontada e a empresa não disponibiliza o serviço.

2 – Embalagens

Um móvel desmontado apresenta vários tamanhos, formatos e volumetria, muitas vezes impossível de ser embalado em uma única embalagem. Com isso, considere volumes menores de no máximo 20 kg e fáceis de serem transportados. Na maioria dos casos os produtos ficam na portaria do prédio e o consumidor precisa levá-los sozinho até seu apartamento.

Dê atenção ao dimensionamento de caixas: esses produtos não devem ultrapassar tamanhos de elevadores. Caso isso aconteça, comunique de forma clara na página do produto e no carrinho de compras.

3 – Transportadoras

Esse é um dos tópicos mais importantes, pois é o momento onde haverá um contato físico entre o cliente e o produto. Busque transportadores de reputação e dê preferência à empresas que possuem especialidade em mobiliário. Fique atento às políticas de logística reversa e custos de re-entrega, pois muitos prédios não recebem grandes volumes caso o cliente não esteja em casa.

Lembre-se: um erro ou problema da transportadora é de total responsabilidade da loja.

4 – Trocas e devoluções

Diferente de outros produtos, um móvel que volta de um cliente insatisfeito dificilmente poderá ser vendido novamente. Afinal, o risco de avarias na logística reversa é muito grande.

Para evitar que isso aconteça, tire fotos bem detalhadas do produto, mostrando detalhes dos acabamentos. Vale também fazer referências de tamanho do mobiliário com escala humana ao lado.

5 – Assistência Técnica

Mesmo seguindo com excelência os itens acima, fique preparado para as avarias e tenha material de rápida troca. Um móvel danificado na casa do cliente pode causar um enorme desagrado.

Deixe claro para o consumidor que a empresa está preparada para oferecer assistência à distância e sem complicação, de preferência em todos os canais (telefone, e-mail, WhatsApp e mídias sociais).

 

Esse artigo foi criado a partir da sugestão do leitor Eduardo Pádua. Se você também quer ler um conteúdo específico, envie sua proposta para redacao@ecommercebrasil.com.br.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.