Projeto mantido por:

Como vender pela Internet sem ter uma loja online

por Caio Costa Quinta-feira, 19 de maio de 2022   Tempo de leitura: 9 minutos

Quando pensamos em venda de produtos e serviços pela Internet, o primeiro ponto que vem em mente é criar um e-commerce. Mas você sabia que é possível começar o seu próprio negócio sem precisar se preocupar em criar uma plataforma virtual? Hoje, existem alternativas que ajudam o empreendedor no processo de compra e venda pela Internet, e elas podem estar na palma da mão, além de serem capazes de oferecer resultados tão lucrativos quanto sites mais robustos.

As vendas pela Internet ganharam bastante destaque durante a pandemia. Segundo um levantamento divulgado pelo Insper realizado no ano passado, a taxa de crescimento de vendas no comércio eletrônico chegou a 26,8%. Acompanhamos diversos movimentos de apoio aos comércios locais e vimos cada vez mais empresas surgindo.

O social selling é usar as redes sociais para interagir com os usuários e efetivar as vendas.

Mais lojas com a ajuda das redes sociais

Entre 2020 e 2021, uma média de 789 novas lojas online foram criadas por dia no Brasil, de acordo com a pesquisa “Perfil do E-commerce Brasileiro”, realizada pela BigDataCorp em parceria com o PayPal. Isso aconteceu não apenas por conta do confinamento imposto pela quarentena, mas também pela crise econômica, que obrigou muitas pessoas a se reinventarem profissionalmente e abrirem o seu próprio negócio.

Nesse contexto, as redes sociais tiveram um papel crucial para muitos empreendedores que decidiram entrar de vez no comércio digital atraídos pela paixão do brasileiro pelo mundo virtual. Somos cerca de 150 milhões de usuários de redes sociais no Brasil e passamos quase quatro horas por dia conectados nelas. É o que mostra o relatório “Digital in 2021” realizados pelo We Are Social e Hootsuite. Assim, muitos empreendedores estão aproveitando esse hábito do brasileiro para fazer negócios e vender pelas redes sociais.

O social selling nada mais é do que usar as redes sociais para interagir com os usuários e efetivar as vendas. O perfil da rede social se torna uma vitrine virtual dos produtos e serviços, e também um canal para se relacionar com o consumidor. Elas permitem apresentar os produtos e serviços dentro do contexto de uso, em fotos e vídeos; compartilhar tutoriais e testemunhos de clientes; e criar uma via de mão dupla entre o lojista e o cliente, com as funcionalidades de chat, tagueamento e comentários.

Segundo o a pesquisa Social Commerce, realizada no ano passado pela AlliN/Social Miner em parceria com a Ettus e a Opinion Box, 74% dos consumidores já usam as redes sociais de alguma forma na hora de realizar compras online. O estudo apontou como principal motivação a agilidade empregada em todo o processo.

Mas como é possível vender por meio das redes sociais? Abaixo, listamos as redes mais populares no Brasil e algumas funcionalidades de comércio oferecidas por elas.

Facebook

É muito usada por quem deseja comprar ou vender. Isso acontece porque a Meta Technologies Inc. (empresa que administra não apenas o Facebook, mas também o Instagram e o WhatsApp) desenvolve ferramentas em todas as suas plataformas que favorecem as vendas, como o marketplace: uma função dentro da rede social exclusivamente para que os usuários realizem buscas, comprem e vendam itens. Os comerciantes ainda podem criar anúncios para potencializar o alcance e aumentar a chance de vendas. Além disso, dá para criar uma página corporativa para publicar conteúdos e interagir com o público.

Instagram

Atualmente, o Instagram é a rede mais usada para realizar compras pela Internet. Isso acontece principalmente por conta das ferramentas que a plataforma oferece para as empresas, como a função Instagram Loja, que possibilita a criação de posts clicáveis com o preço nos produtos. Assim, o cliente só precisa de um clique para efetuar a compra, melhorando a experiência do usuário. Além disso, o Instagram é um ambiente bastante interativo e audiovisual, em que é possível explorar cada detalhe do produto, tirar dúvidas, buscar ativamente potenciais clientes e compartilhar feedbacks.

WhatsApp

O Whatsapp Business é uma ferramenta que possibilita ao empreendedor oferecer um atendimento personalizado ao cliente, indicar produtos e promoções, oferecer suporte, criar um catálogo de produtos, programar respostas automáticas e mandar mensagens via lista de transmissão (em uma lista, é possível incluir todos os contatos para envio de mensagens simultâneas).

TikTok

O TikTok é uma rede que apresenta um grande potencial de crescimento, principalmente entre o público jovem, mas que ainda não apresenta solução de vendas. Entretanto, seu potencial de alcance é bastante expressivo e pode ser usado como vitrine de produtos, indicando sempre o contato das demais redes sociais.

Pagamento seguro via redes sociais

A segurança dos dados do cliente e a confiabilidade do método de pagamento são importantíssimos para qualquer venda online, incluindo no social selling. Quando o assunto é método de pagamento, a tecnologia tem se tornado uma grande aliada, tanto do comerciante como do consumidor, o que torna o processo muito mais profissional e confiável, mesmo fora de uma plataforma de e-commerce.

Hoje já existem soluções para pequenas e médias empresas que querem aderir às vendas pelas redes sociais. Os links de pagamentos ou faturas online, por exemplo, são facilmente compartilháveis e podem ser enviados diretamente pelo chat de redes sociais (DM), WhatsApp ou por e-mail. Com essa opção, é possível customizar a mensagem, adicionar os produtos solicitados pelo cliente, a quantidade, a descrição dos itens, o valor, e até mesmo condições personalizadas, como descontos. O cliente pode pagar utilizando cartão de débito, cartão de crédito e carteira digital, incluindo a opção de parcelamento.

As compras digitais já deixaram de ser uma tendência para se tornar uma realidade. Muito além de entreter, os pequenos empreendedores resolveram aproveitar todo o potencial das redes sociais para vender e gerar renda. Com tantas facilidades e possibilidades, fica até fácil de entender os motivos pelos quais o social selling segue em crescimento.

Leia também: Aumente suas vendas nas redes sociais utilizando os catálogos de produto

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER