Projeto mantido por:

Fora do eixo: dicas para a venda de produtos em todo o Brasil

por Mayra Gianoni Quinta-feira, 03 de março de 2022   Tempo de leitura: 9 minutos

Se houve um período em que os brasileiros acreditavam que, para ter um negócio de sucesso, era preciso estar em grandes capitais como São Paulo e Rio de Janeiro, essa já não é mais a realidade do mercado!

O crescimento do e-commerce trouxe mais facilidade para o processo de compras, levando produtos ainda mais longe e trazendo uma comodidade que, no comércio físico, não era possível.

Sendo assim, podemos afirmar que esse crescimento acelerou a democratização do e-commerce, onde temos mais lojistas apostando nos canais online para tirar seus negócios do papel e cada vez mais consumidores optando por comprar pela Internet. Quer ver?

De acordo com a 44ª edição do Webshoppers, da Ebit |Nielsen, apenas no primeiro semestre de 2021, foram realizados cerca de 100 milhões de pedidos pela Internet. Enquanto isso, um levantamento do Sebrae mostrou que durante os primeiros quatro meses de 2021 foram abertas aproximadamente 1,4 milhão de empresas, sendo 80% delas MEIs.

O e-commerce democratizando oportunidades

Hoje, as oportunidades estão em todo lugar, principalmente quando se trata de vender na Internet. Aliás, para os empreendedores que estão “fora do eixo”, a localização pode acabar trazendo uma grande vantagem competitiva.

Um dos principais fatores que levam os consumidores ao e-commerce é a conveniência. Ou seja, comprar no conforto de sua casa sem pagar mais por isso. Para você ter uma ideia, apenas no primeiro semestre de 2021, o número de pedidos com frete grátis cresceu 38% (Ebit | Nielsen).

Como empreendedor local, você pode se destacar oferecendo um prazo de entrega mais competitivo do que grandes empresas que estão posicionadas, frequentemente, em centros urbanos, distantes do consumidor do litoral, interior e das regiões fora do eixo sul e sudeste do Brasil. Assim, você se torna uma opção mais atrativa para os clientes dessas regiões e sua loja pode conquistar uma posição de destaque no e-commerce regional.

Apesar de a região Sudeste ser a que mais contribui para o faturamento total do e-commerce (51%), ela foi a que apresentou menor crescimento durante o primeiro semestre de 2021 – somando apenas 24% -, o que reforça a atuação (e as oportunidades) em outros territórios. As regiões Sul e Norte foram as que mais cresceram, com altas de 57% e 52%, respectivamente, seguidas pelas regiões Centro-Oeste (36%) e Nordeste (35%) (Ebit | Nielsen).

Processos de venda cada vez mais simples

Com as vendas online ganhando força, novos canais também conseguiram mais espaço no mercado, como os marketplaces, que facilitam e simplificam o processo de abrir uma loja online, já que eles oferecem uma estrutura sólida e pronta para as vendas, sem exigir qualquer investimento inicial ou mensalidade.

Além de oferecer uma vitrine em sites de grandes marcas para pequenos lojistas anunciarem seus produtos – dando um alcance inacreditável -, o marketplace oferece soluções de publicidade, logística e entrega, descomplicando a operação dos parceiros.

Esses canais estão preparados para receber lojistas de todos os tamanhos e segmentos, e ajudar a entregar pedidos para clientes de diferentes regiões do Brasil.

E quando falamos de diferentes regiões do Brasil, queremos dizer: qualquer região! Há canais com ações sociais onde até mesmo artesãos da Amazônia, de comunidades ribeirinhas, podem encontrar seu espaço, público-alvo e vender online usando a força de marcas consagradas dos marketplaces.

A experiência de compra em foco

Quando pensamos em alcance e oportunidades para os lojistas, não é preciso ir tão longe. Mesmo na região Sudeste, ainda há muitos lugares onde os produtos não chegam com tanta facilidade e podem ser explorados pelos lojistas. Com um olhar atento, é possível criar estratégias focadas nessas áreas, explorando um bom potencial de mercado e ainda melhorar a qualidade de vida dos moradores e elevar o potencial econômico dessas regiões.

Nesses casos, a logística e o modelo de entrega acabam sendo os principais desafios! Então, antes de qualquer coisa, estude muito bem o seu público para entender em quais lugares você quer atender com o seu negócio. Depois, analise as opções do mercado que possibilitem isso.

Usando soluções ao seu favor

Levar as suas vendas mais longe é simples quando você aposta nos recursos certos para ter uma operação mais estratégica. Para começar, uma boa gestão de estoque, com um fluxo de entrada e saída de produtos bem organizado, é essencial. Estude sobre métodos como FIFO, LIFO e FEFO para aprimorar esse processo.

E não tem como falar sobre solução sem falar de logística, não é mesmo? Para manter o seu negócio mais competitivo, estude bem as suas opções de entrega, especialmente na sua região, e busque canais que te auxiliem.

Hoje, os marketplaces oferecem diferentes modelos de entrega justamente para apoiar o parceiro nesse sentido, como uma logística de entrega na vizinhança, uma solução de entrega rápida na qual o cliente, que está localizado próximo ao seu estabelecimento, pode adquirir o produto online e recebê-lo com mais rapidez.

Fora e dentro do eixo

Caso você queira combinar as estratégias de venda regionais com o atendimento a grandes centros, mesmo que sua loja esteja mais afastada das metrópoles, uma opção é contar com o fulfillment.

Os serviços de fulfillment fazem a gestão logística completa da sua loja, cuidando desde a armazenagem, embalagem, envio para o cliente e até outros detalhes, como logística reversa. Assim, seus produtos passam a ficar armazenados em centros de distribuição estratégicos, que permitem uma maior agilidade na entrega dos produtos, e você ainda reduz os seus custos operacionais – como mão de obra, equipamentos e espaço.

Ao movimentar uma parte de seu estoque para esses serviços, que podem ser acionados até mesmo dentro dos marketplaces, você consegue ampliar o potencial da sua logística, administrando um estoque no Nordeste, por exemplo, para atender seus clientes regionais e ter um estoque no fulfillment no Sudeste, para vender onde há um maior fluxo de consumidores.

Quando o assunto é vender online, não existem fronteiras! Apostando nos canais e recursos certos, você vende para clientes de qualquer lugar e encontra seu espaço entre consumidores do país todo!

Leia também: Seis dicas de frete para vender mais na loja virtual

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER