Acesso rápido

Veja 8 dicas na hora de escolher, cobrar e avaliar os resultados de sua agência de marketing digital

por André Palis Quinta-feira, 09 de agosto de 2018   Tempo de leitura: 7 minutos

O marketing digital é um dos recursos com maior potencial para alavancar negócios nos dias atuais, sobretudo quando falamos em e-commerces. No entanto, as tecnologias para publicidade e marketing na internet evoluem tão rápido que realmente é muito difícil encontrar profissionais de ponta nesse setor. Sem exageros, as atualizações de possibilidades são praticamente diárias. Por isso, não é uma tarefa simples ter um bom desempenho por meio de marketing digital, ainda mais com constância.

Ao mesmo tempo, diante à crescente necessidade das empresas e para não perderem mercado, milhares de agências pelo país anunciam a plenos pulmões que oferecem soluções eficientes em marketing digital. Como muitos clientes não possuem um entendimento profundo sobre o tema, acabam comprando. O fato é que todo mundo precisa de marketing digital, mas pouca gente domina o assunto.

Neste contexto, preparei algumas dicas práticas para você que tem um e-commerce aprender a escolher, cobrar e avaliar os resultados de sua agência de marketing digital.

1. Analise o perfil e os resultados da agência

Quem faz tudo, acaba não fazendo nada. Por isso, busque por um perfil especializado, com cultura de marketing digital. Resultados conquistados para outras empresas são um excelente termômetro. E quando falamos em resultado, não se trata de um indicador. Resultado de marketing digital sempre se converte em negócio e aí não precisa ser um especialista para avaliar se deu certo ou errado. É evidente que cada case tem seu tempo de maturação, mas sem retorno, todo o resto é conversa.

2. Marketing digital deve estar alinhado à sua estratégia de negócio

A agência deve ter impactado no negócio como um todo. Trabalhar para garantir uma melhor taxa de conversão e aumento do ROI é escopo básico. É importante cobrar um planejamento de digital alinhado aos objetivos de negócio da empresa. Exemplos: a influência no aumento no ticket médio dos produtos, aumento de novos compradores e meios para viabilizar o aumento do Lifetime Value dos compradores atuais são algumas das entregas que agência de marketing digital tem de deixar na mesa.

3. Questione sobre a equipe que vai te atender

Esse é definitivamente o ponto mais importante. Uma equipe bem estruturada, dedicada e com um profundo conhecimento é a alma da agência. Entenda quem são as pessoas, quanto tempo elas terão exclusivamente para você e qual é o nível de conhecimento delas. Pode ser que você ainda não esteja totalmente preparado para implementar algo avançado, como um modelo de atribuição, mas a sua futura agência precisa entender o que é, como funciona, quais são as desvantagens e as oportunidades. Discutir temas mais complexos, como por exemplo o papel de cada mídia ao longo das etapas do funil de conversão, pode ser interessante para entender a profundidade técnica da agência. O ponto chave é que você tem que saber o que está comprando.

4. Entenda a abrangência dos serviços prestados pela agência

Ainda na linha do perfil e do campo de atuação da equipe, é fundamental entender em quais áreas do marketing digital sua equipe vai atuar. Isso porque, no dia a dia do trabalho com os clientes, as equipes responsáveis por cada uma das mídias tendem a trocar ideias o tempo todo, o que gera uma enorme economia. Por exemplo: o teste que não deu certo ontem em um comparador de preço pode gerar inteligência hoje nos links patrocinados. Os resultados dos clientes, de maneira geral, tendem a ser muito melhores quando a agência trabalha em várias frentes e consegue disseminar esse conhecimento. Por isso, essa integração é fundamental. E você precisa estar antenado a isso.

5. Qual marketing você precisa?

É fundamental entender que o marketing digital pode estar sob o guarda-chuva da área de humanas, principalmente quando falamos em branding, inbound, em conteúdo. É uma pegada mais para o publicitário, para o RP e até para o jornalista. No entanto, quando o assunto é dado, otimizações, projeções, Excel na veia, o perfil dos profissionais tem que ser de exatas. São estilos totalmente diferentes, com entregas diferentes, com avaliações do que é resultado totalmente distintas. Esses dois perfis podem estar na mesma agência? Claro que podem! Eles podem trabalhar juntos? Eles devem! Esse é o cenário ideal. Mas o cliente que contrata precisa entender a diferença dos perfis e alinhar as expectativas quanto ao resultado.

6. Descubra o setor dos clientes da sua agência

Essa informação vai ajudá-lo a prever qual será o nível de suporte recebido. Todo segmento tem peculiaridades específicas que tomam tempo e dinheiro. Se a empresa já é um pouco familiarizada com setor, a tendência é que ela evite alguns tropeços e que já conheça alguns caminhos para o desenvolvimento e aplicação de uma estratégia potencialmente bem-sucedida.

7. Reports constantes

É mais fácil e menos danoso corrigir qualquer equívoco no início. Por isso, cobre sua equipe para verificar, diagnosticar e corrigir frequentemente possíveis erros de tracking, de TAGs e outras falhas nos setups das mídias e Google Analytics. Neste contexto, reuniões e reports periódicos devem ser alinhados entre agência e cliente, tanto para criar um planejamento consistente quanto executar as ações combinadas. Essa é uma maneira de você também se apropriar cada vez mais de conhecimento e conseguir coordenar cada vez melhor sua equipe.

8. Mantenha-se atualizado e cobre isso da sua agência

Por fim, buscar sempre oportunidades de novas funcionalidades, ferramentas (betas e alfas do Google e Facebook, por exemplo) e novas mídias, alinhadas com o perfil do cliente, é escopo de uma boa agência. Buscar e trazer novas possibilidades e testes também é papel de uma agência acima da média.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.