Usabilidade – Palavra-chave no E-commerce!

por Galleger Ilhe Quinta-feira, 03 de outubro de 2013

Já não é segredo que o apelo visual influi, e muito, na decisão de compra do cliente. Na web, esse impacto é ainda maior. Pesquisas recentes afirmam que 42% dos consumidores on-line julgam a qualidade e confiabilidade de uma loja virtual com base na aparência.

Quando internautas respondem perguntas como essas, a resposta parece simples. Mas o que está nas entrelinhas vai muito alem. O visual tem que ser agradável sim, já que é desta forma que uma loja virtual consegue passar profissionalismo, credibilidade.

Banners atraentes e que estejam de acordo com a identidade do seu público-alvo fazem toda a diferença. Uma marca bem estruturada, que trabalhe identidade e palheta de cores de forma harmônica e que some a tudo isso um design de loja agradável e uma apresentação profissional dos produtos – com fotos de alta qualidade, variações de imagens e ângulos, provadores, vídeos, entre tantas outras opções que variam entre os ramos de atuação – já estão à frente na busca pelo sucesso.

Mas a questão ultrapassa o visual.  O que impacta é a experiência que sua loja proporciona ao consumidor. E aí, entramos na palavra-chave do e-commerce – USABILIDADE! A navegação em sua loja deve ser a mais simples, fácil, intuitiva e rápida possível. Leve seus clientes ao checkout em poucos passos. Deixe as informações úteis “ao alcance” do seu cliente.

Neste sentido, seguir alguns clichês do universo web é totalmente bem vindo. Deixe o campo de busca na parte superior do seu site, mais próximo do lado direito. Tenha seu telefone de contato e endereço (se for o caso) no rodapé, mesmo que eles também possam ser encontrados em outro local.

Atenção à ferramenta de e-commerce escolhida. Algumas não permitem grandes mudanças de layout com facilidade. Mais um ponto para optar pelo Magento, que além de ser uma das plataformas mais robustas, é a ferramenta mais flexível do mercado.

Teste, e muito!

Quer uma dica? Teste uma, duas, três e quantas outras vezes for preciso. Testes caseiros também ajudam. Vale colocar a mãe que não tem muita experiência em compra online, a tia, e aquele primo que é super tecnológico. A intenção é verificar como diferentes grupos de consumidores se comportam diante do seu layout. As informações foram encontradas com facilidade? Foi possível “concluir a compra” sem maiores dificuldades? Colha as observações e verifique as possibilidades de mudança.

E atenção com as lojas já lançadas. De tempos em tempos as tendências de layout e usabilidade passam por mudanças. Fique de olho, caso você tenha um bom tráfego em sua loja, mas a taxa de conversão venha caindo, pode ser que um re-design seja a solução. Acredite, usabilidade é palavra-chave quando o assunto é E-commerce!

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

2 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Ótimo artigo Galleger, infelizmente no Brasil vemos diariamente diversos sites com problemas de usabilidade, links quebrados, dificuldades na navegação e outros…como você escreveu, é importante estar sempre testando, testar o site em diversos dispositivos, simular um compra e outras ações.

    Responder
  2. Ótimo artigo. A Magento é ótima, porém não considero a melhor do mercado. Hoje temos muitas outras plataformas flexíveis. E tb vai depender muito do desenvolvedor web que customizar a tecnologia. As vezes pega uma Magento e deixa repleta de bugs. Desde Jakob Nielsen(1999) até hoje a usabilidade deve ser colocada nas prioridades da construção de um bom projeto web. Pena que muitos desenvolvedores não praticam no dia a dia. Querem deixar ‘bonitinho’ e esquecem que hoje para o usuário aprovar o site é até 4 segundos… Abração Galleger!

    Responder
CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER