Importância da usabilidade no e-commerce: estatísticas e boas práticas

por Tiago Moraes Terça-feira, 04 de maio de 2021   Tempo de leitura: 5 minutos

Qual é a importância da usabilidade no e-commerce? Será que isso é só falácia para vender livros ou tem realmente algum fundamento? Donos(as) de lojas virtuais como você precisam mesmo se preocupar com esse tema?

Bem, trago neste artigo estatísticas que demonstram que uma boa usabilidade é de fato essencial para a conversão de leads e de vendas online. Eu também aponto algumas boas práticas que você pode começar a realizar para otimizar tudo a partir de agora. Confira!

Importância da usabilidade no e-commerce: estatísticas

Uma boa forma de entender qual é a importância da usabilidade no e-commerce é observando estatísticas da área. Pois apresento, em seguida, números de vários estudos feitos por diferentes empresas a respeito desse assunto. Confira:

Design

De acordo com o estudo “Adobe State of Content Report”, 38% dos visitantes de um site abandonam o mesmo se acharem o conteúdo pouco atraente ou a interface mal planejada. Além disso, 39% deixam o site quando as imagens ou outro conteúdo demoram para carregar.

Mobile commerce

Páginas de mobile lojas que demoram mais do que três segundos para carregar geram em média 53% de abandono. Este dado foi informado pelo presidente da Google Brasil, Fábio Coelho, durante o evento Rakuten Expo 2018.

Abandono de carrinho

Conforme estudo feito pelo Instituto Baymard em 2020, 21% dos consumidores abandonam o carrinho caso a loja virtual possua um checkout muito complicado. Segundo o mesmo estudo, 13% também abandona quando o site apresenta erros ou trava.

Ilusão de completude

Em um estudo feito pelo NN/g, pediu-se para que visitantes descobrissem quais serviços eram oferecidos em um site. Devido ao problema de usabilidade chamado “ilusão de completude”, cerca de 72% não perceberam que podiam rolar a tela para baixo para encontrar mais serviços.

Formulários

Ao visitarem um site, 65% das pessoas não preenchem um formulário online se o mesmo solicitar muitas informações pessoais, segundo o relatório “B2B web usability report” da KoMarketing.

Leads

A conversão de visitantes de um site em leads (assinantes) pode ser até 400% maior em sites com usabilidade superior. Além disso, uma interface bem projetada pode aumentar a conversão em até 200%. Os dados são de um relatório publicado em 2016 pela Forrester.

Esta é apenas uma pequena amostra de estatísticas sobre o tema. Esta amostra, contudo, é o suficiente para deixar claro que a usabilidade tem uma grande importância para a sua loja virtual porque ela pode impactar positivamente ou negativamente na conversão de leads e de vendas. Logo, você deve prezar sempre pelas boas práticas de usabilidade no e-commerce.

Boas práticas de usabilidade no e-commerce

Para ter uma loja virtual com boa usabilidade e, portanto, capaz de gerar mais leads e mais vendas, comece a pensar, planejar e investir em boas práticas. Faça uso, por exemplo, de boas práticas de:

Design

Use uma plataforma e-commerce com CMS 100% editável, que lhe permite fazer modificações em qualquer área da sua loja online com agilidade e praticidade. Conte com um bom layout e design. Implante um template responsivo que funcione em todos os tamanhos de telas.

Checkout

Evite checkouts complicados, isto é, que exigem muitas informações dos consumidores. Prefira as plataformas que contam com sistema de checkout que possibilite a compra com um clique. Além de evitar abandonos, isso pode gerar mais compras por impulso na sua loja online.

Velocidade

Otimize o formato e o tamanho das imagens do seu e-commerce. Além disso, adie as imagens fora da tela. Elimine recursos que impedem a renderização. Aproveite o cache dos navegadores. Opte por hospedagem dedicada. Faça o que puder para deixar sua loja mais ágil.

Conteúdo

Contrate redatores para produzir conteúdo rico para as páginas de vendas do seu e-commerce. Desse modo, você evita que os consumidores abandonem a sua loja por falta de informações sobre os produtos. Publique descrições, fichas técnicas, fotos, vídeos, etc.

Legibilidade

Primeiramente, faça um correto uso da Língua Portuguesa. Além disso, empregue técnicas de legibilidade como o “Padrão F” teorizado pelo NN/g. Use subtítulos a cada 300 palavras mais ou menos. Escreva frases e parágrafos curtos, pois isso facilita a leitura.

Completude

Para evitar a ilusão de completude, que faz os usuários pensarem que não há mais nada importante abaixo ou ao lado das páginas, use recursos como call to actions (chamadas para ação) e sinalizações como setas, por exemplo. Informe que o conteúdo continua.

Além disso, para melhorar a usabilidade é possível integrar sistemas de terceiros como apps com recursos para compra recorrente, repetição de pedido e acessibilidade, entre outras coisas que facilitam as compras na sua loja virtual.

Por fim, mas não menos importante, use as ferramentas de Marketing de Performance para descobrir os principais problemas de usabilidade que ocorrem especificamente no seu site de e-commerce. Assim você poderá fazer ajustes muito mais personalizados e precisos, e com isso poderá obter melhores resultados.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER